Ciclos de alimentação: cuidados na rotina alimentar da gestante

Alimentação equilibrada é importante para a saúde
da gestante e do bebê.

A partir desta semana vou falar aqui na coluna NutriEduca sobre uma questão muito importante: a alimentação nas diversas fases da vida. Afinal um adulto não come a mesma coisa que um bebê, uma gestante tem necessidades nutricionais  diferentes de um idoso.

Por isso vou fazer um especial sobre alimentação e a cada semana vou falar de uma das fases da vida, começando pela alimentação durante a gravidez.

É importante manter um bom estado nutricional, principalmente durante a gestação, pois sua alimentação irá refletir na saúde e crescimento saudável do seu bebê. Também é importante para promover um ganho de peso adequado e bem estar da grávida e ajudar na produção de leite materno após o parto.

Se possível a gestante deve fazer 6 refeições durante o dia. Assim estará prevenindo dificuldades na digestão e náuseas, sintomas comuns na gravidez.

Outra dica importante é beber bastante líquido, no mínimo 1 litro e meio ao longo do dia. Porém evite-os durante as refeições com maior volume de alimentos, ou seja, almoço e jantar.

É recomendado ainda o consumo de dois copos de leite, 30g de queijo e 150g de iogurte ao dia, para garantir a quantidade adequada de cálcio.

Vitaminas

O ferro, encontrado em carnes, vísceras, fígado, feijão e folhas verde-escuras, também merece atenção na gravidez. Ele é mais bem absorvido se consumido com alimentos ricos em vitamina C como laranja, limão, lima e acerola, na mesma refeição.

Nesta fase é muito importante aumentar o consumo de ácido fólico, uma vitamina muito importante para prevenir problemas de formação do bebê no inicio da gravidez e anemia no fim da gestação. São fontes de ácido fólico alimentos folhosos escuros, leguminosas, frutas cítricas, fígado, levedo de cerveja e leite.



Outra vitamina importante para as gestantes é a vitamina A, encontrada em abóbora, cenoura, manga, pupunha, tucumã, pequi, fígado de boi, azeite de dendê, etc. Essa vitamina tem papel importante na visão, reprodução, desenvolvimento fetal, função de proteção entre outras.

De ser usado açúcar para adoçar líquidos. Os adoçantes só devem ser consumido no caso de diabetes gestacional.

Para ajudar no controle dos enjoos, faça refeições pequenas e mais freqüentes, utilizando alimentos com pouca gordura. A ingestão de verduras cruas ou cozidas nas refeições, além de pães integrais e frutas frescas (ameixa, laranja, abacaxi, mamão) combatem a prisão de ventre, comum nesse período.

Dica de ouro: mastigue bem a comida, coma devagar. Evitar estresse durante a refeição pode diminuir o sintoma de queimação e azia. Quando estiver com azia evite deitar-se após as refeições.

Evite também café, chá matte, chocolate, pimenta, doces e frituras. Controle a quantidade de sal tanto no preparo das refeições como nos alimentos comprados prontos. O sal pode elevar os níveis da pressão arterial

Por fim, evite:

  • Refrigerantes, balas, doces, bolos em excesso;
  • Frituras, chocolates, cafés, chás;
  • Não substituir as principais refeições por lanches;
  • Biscoitos recheados;
  • Bebidas alcoólicas e cigarros.
  • Alimentos embutidos
  • Carnes gordurosas não cozidas

#nutricaosemalienacao

Gostou das informações? Então acompanhe a coluna  NutriEDduca, publicada toda quarta-feira no Varginha Digital.

dayara reis souza FILEminimizer 450x450 - Anticoncepcional x ganho de massa muscularDayara Reis Souza

Graduada em Nutrição. Especialista em Prescrição de Fitoterápicos e Suplementação esportiva.

Eleita pelo segundo ano consecutivo nutricionista destaque da cidade de Varginha-MG 2017/2018

 


 

Curta o Varginha Digital no Facebook e acompanhe as notícias também pelo Instagram. Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome