Efeitos de uma noite mal dormida no emagrecimento

Mais do que ficar sonolento, uma noite mal dormida afeta atrapalha a meta de chegar ao peso ideal.

Uma noite mal dormida acaba desregulando dois dos principais hormônios responsáveis pelo seu emagrecimento: a leptina e a grelina, ou “hormônio da fome”.

Funciona assim:

Quanto mais leptina você produz no seu organismo, maior a sensação de saciedade. Quanto mais Grelina você produz, mais você estimula a sua fome e mais lento fica o seu metabolismo e a quantidade de calorias que você queima, aumentando assim a quantidade de gordura armazenada pelo corpo.

Com uma noite mal dormida os níveis de “hormônio da fome” vão lá em cima, com isso a vontade de comer o que não é saudável para saciar a “fome”.

Ao mesmo tempo que dormir bem aumenta os níveis de leptina, regulador natural de apetite.

Outro fato decorrente da falta de sono é o aumento dos níveis de cortisol ( hormônio do stress). O cortisol está associado ao centro de recompensa gerada pelo seu cérebro que faz você sentir a necessidade de comer alimentos como carboidratos simples para aumentar a sua sensação de prazer e felicidade.

O aumento do cortisol também inibe os níveis de GH (hormônio do crescimento), essencial para quem busca o ganho da massa muscular. Isso porque o GH é liberado no período em que estamos em sono profundo.

Para dormir bem evite

Alimentos gordurosos, condimentados, cafeína (chocolate) e principalmente refeições muitos volumosas. Se alimente sempre com 1 h antes de deitar. E pratique regularmente Atividade física.

Gostou das dicas? Então confira mais informações para um emagrecimento saudável na coluna NutriEduca.

Acompanhe também pelo Facebook Varginha Digital.

Dayara Reis Souza

Graduada em Nutrição. Especialista em Prescrição de Fitoterápicos e Suplementação esportiva.

Eleita pelo segundo ano consecutivo nutricionista destaque da cidade de Varginha-MG 2017/2018

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome