Caxambu: Paraíso das Águas no Sul de Minas

Caxambu tem a maior concentração de águas carbogasosas do planeta, com 12 fontes de diferentes composições químicas, entre elas, águas minerais com alto poder diurético e desintoxicante.

Encravada na Serra da Mantiqueira, Caxambu oferece belezas naturais e atividades como passeios de charrete, cavalo, bicicleta e trilhas ecológicas.

Uma das principais cidades do Circuito das Águas de Minas Gerais, Caxambu é importante estância hidromineral.

Também faz parte do roteiro da Estrada Real, compondo o Caminho Velho, que tem 710 km de extensão e foi a primeira rota feita para levar as pedras preciosas até o mar: começa em Ouro Preto e passa por Tiradentes, São João del-Rei e Caxambu, culminando em Paraty, no estado do Rio de Janeiro.

Além das águas, a cidade conta com lindas igrejas, horto municipal e teleférico. Conheça os principais pontos turísticos e programe a sua próxima viagem:

Parque das Águas

O Parque das Águas conta com 12 fontes de águas minerais, gasosas e medicinais, com propriedades diferentes umas das outras. A natureza exuberante está nos bosques, jardins e alamedas do parque.

Algumas fontes foram nomeadas em homenagem à Família Real. Para ajudar, o Varginha Digital conta o tipo de água de cada fonte:

Fonte D. Pedro

Água mineral radioativa, supercarbônica, gasosa forte. É tônica e digestiva.

Fonte Duque de Saxe

Água mineral alcalina-bicarbonatada, alcalina terrosa e sulfurosa. Indicada para o fígado e vesícula biliar.

Fonte D. Leopoldina

Água mineral alcalina-bicarbonatada, alcalina terrosa, cálcida e magnesiana. É indicada para o fígado e intestinos.

Fontes Mayrink 1, 2 e 3

Mayrink 1: Água mineral acídulo-gasosa e radioativa. Indicada para a garganta.

Mayrink 2: Água mineral acídulo-gasosa e radioativa. Excelente colírio.

Mayrink 3: Água mineral sem gás. Usada para o engarrafamento. É uma água de mesa.

Fonte Ernestina Guedes

Água mineral alcalina-bicarbonatada e alcalina terrosa. Altamente radioativa. Excelente para banhar doenças de pele.

Fonte D. Isabel / Conde D’Eu

Água mineral alcalina-gasosa e alcalina terrosa, altamente ferruginosa. Indicada para anemia.

Fonte Beleza

Água mineral alcalina-bicarbonatada e férrea. É indicada para o aparelho digestivo.

Fonte Venâncio

Água mineral alcalina-bicarbonatada, alcalina-terrosa e sulfurosa. Indicada para banhos carbo-gasosos e pressão alta.

Fonte Viotti

Água mineral radioativa forte, gasosa forte. Dissolve cálculos renais.

Serviço Parque das Águas
Horários de funcionamento:
Diariamente das 7h às 18h

Balneário Hidroterápico

O Balneário Hidroterápico fica dentro do Parque das Águas de Caxambu e conta com banhos de imersão em água mineral, piscina de hidroterapia, saunas a vapor e secas, duchas e tratamentos estéticos.

O Balneário oferece, com seus banhos, horas e horas de relaxamento e renovação de energias. Seus azulejos e pisos portugueses são todos decorados, formando desenhos e belos mosaicos.

Funcionamento:
De terça a sexta-feira das 8h30 às 17h
Sábado, domingo e feriados das 7h às 18h

Lago

O lago é uma das principais áreas de lazer do Parque das Águas, com pedalinhos, brinquedos, amplos jardins e uma lanchonete. Circundado por uma pista de cooper e diversos aparelhos de ginástica, é um ótimo local para manter a forma, com muito ar puro e uma linda paisagem.

Obras de Chico Cascateiro

Este humilde artesão português, dono de uma primorosa técnica de reproduzir a fauna e a flora em estucagem, deixou várias obras no Parque das Águas, como a cascatinha, a casinha de bonecas, bancos e outras obras artísticas.

Morro de Caxambu

Com aproximadamente 1090m de altitude e a 186m acima do Parque das Águas, o Morro de Caxambu proporciona uma deslumbrante vista da cidade e arredores.

É possível avistar também a cidade de Baependi e as serras próximas. Para se chegar ao topo existem três opções: de carro, a pé, ou de teleférico. Lá funcionam uma lanchonete e lojas de artesanato e souvenir.

Em seu cone superior o Morro de Caxambu abriga ainda a estátua do Redentor (1961), com 15 metros de altura, e o Cruzeiro (1929).

Para se chegar ao Morro de Caxambu a melhor maneira, sem dúvida, é ir de teleférico e apreciar a bela vista panorâmica do Parque das Águas com a emoção do trajeto.

Igreja de Santa Isabel de Hungria

A Igreja de Santa Isabel teve sua construção iniciada em 1868, em estilo neo-gótico, em cumprimento a uma promessa feita pela Princesa Isabel. Foi consagrada apenas no ano de 1897, quando a Família Imperial já se encontrava no exílio.

Nesta Igreja de Caxambu, tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, destaca-se um altar feito em madeira trabalhada onde fica a imagem de Santa Isabel de Hungria.

O acesso à Igreja pode ser feito a pé por uma escadaria de 126 degraus ou de carro, pela rua Monsenhor João de Deus.

Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios

A atual Igreja Matriz tem estilo gótico e teve sua pedra fundamental lançada em 1892 no mesmo local da velha capelinha de Nossa Senhora dos Remédios, do século XVIII.

Ficou pronta em 1º de janeiro de 1906. Atualmente a Igreja é palco das grandes celebrações religiosas da cidade.

A festa da padroeira, Nossa Senhora dos Remédios, acontece no dia 15 de agosto com missas, procissão e atividades de barracas.

Outra grande procissão ocorre no dia de Corpus Christi quando as principais ruas da cidade são enfeitadas com tapetes coloridos feitos com materiais variados como serragem, sementes e pó de café. Durante a Semana Santa são realizadas encenações de quadros vivos lembrando os passos de Cristo, além das tradicionais procissões de Ramos (domingo anterior) e do Encontro (terça-feira).

Horto Municipal

Área protegida pelo município, de trinta alqueires, também denominada “Represa do Jacaré”. Com uma grande diversidade de fauna e flora é um local bastante agradável para caminhadas, passeios a cavalo ou de bicicleta, em meio à exuberante vegetação.

O acesso pode ser feito a partir da trilha que começa na entrada do Horto Florestal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome