Veja a entrevista com o candidato a prefeito Demétrio Junqueira

As perguntas foram formuladas de acordo com o plano de governo de cada candidato.

entrevista demétrio junqueira
Foto: reprodução.

Entrevista com o candidato Demétrio Junqueira.

Dentro da cobertura das Eleições Municipais 2020 o Varginha Digital convidou os sete candidatos a prefeito de Varginha para uma rodada de entrevistas e todos aceitaram participar. Por ordem de sorteio, comunicada a todos os candidatos, a quarta entrevista é com o candidato Demétrio Junqueira (Rede Sustentabilidade).

As perguntas foram baseadas em seu plano de governo e levando em consideração às necessidades da população, bem como os pontos deficientes em diversas áreas da cidade, que causam muita insatisfação aos varginhenses.

Confira as perguntas e as respostas na íntegra:

Por que o senhor decidiu nortear as suas propostas em 18 objetivos de desenvolvimento sustentável?

Queríamos uma plataforma exequível, algo conectado com a realidade de Varginha, de Minas Gerais, do Brasil e do mundo. São rumos políticos, eixos norteadores para garantir que nossa cidade pare de sofrer com a falta de planejamento.

Além do incentivo ao empreendedorismo, quais outras propostas o senhor tem para girar a economia local e gerar empregos?

Incentivar o turismo em Varginha, utilizando-se sobretudo das figuras do café e do episódio do E.T. de Varginha. Favorecer o crédito ao pequeno e médio empresário, utilizando-se dos recursos do INPREV (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Varginha), com juros simbólicos.

Estudar a viabilidade de redução de impostos a empresas / comércios que contratem mais mulheres.

Estudar a viabilidade de redução de impostos a empresas / comércios que não comercializem tabaco e bebidas alcoólicas.

Estudar a viabilidade de redução de impostos a empresas / comércios que contratem mais mulheres.

Estudar a viabilidade de redução de impostos a empresas / comércios / indústrias que contribuam para a preservação do meio ambiente.

Fomentar o programa “adote uma praça”, com vistas que algumas empresas se responsabilizem pelo cuidado de algumas praças e de benefício poderão usufruir do espaço para propaganda própria dentro de normas definidas pela Prefeitura. Estudar a viabilidade de redução de impostos a empresas / comércios / indústrias que contratem pessoas egressas do sistema prisional, dando uma nova oportunidade de inserção social e na população economicamente ativa dessas pessoas.

Como funcionaria o Programa Cidade Educadora?

O “Cidade Educadora” parte do entendimento de Varginha como uma cidade dividida em territórios potencialmente educativos. Queremos o conteúdo escolar mais incorporado à realidade das escolas, suas respectivas comunidades e consequentemente de seus estudantes. A função do programa é garantir que isso aconteça, fazendo com que as escolas municipais tenham mais recursos e condições de realizar atividades extraclasse, como passeios, pesquisas e visitas.

Explique melhor como funcionaria a sua proposta “Saúde Única” (Humana, Animal e Ambiental).

A proposta da Saúde Única está interligada à otimização dos outros setores que direta ou indiretamente afetam a saúde, como por exemplo a infraestrutura urbana, a disponibilidade de lazer para as pessoas, o descarte, coleta e destinação adequada do lixo, a intensificação de campanhas de sensibilização quanto ao lixo reciclável; fomento ao aumento da utilização de material reciclável, etc.

Está ligada ainda ao incentivo para uma cultura varginhense de preservação ambiental, cuidado com os animais, além de ações e políticas voltadas para os animais, como por exemplo o estudo de viabilidade para incentivos à adoção responsável, aumento no número de castrações, maior fiscalização quanto ao abandono, proibição do uso de fogos de artifício, criação de conselhos voltados para a Saúde Animal, etc.

No tocante à Saúde Humana em si, que está relacionada às questões acima, incentivar a expansão da Estratégia Saúde da Família, que são equipes multiprofissionais no território quer atuam na assistência, prevenção, promoção, reabilitação em saúde, realizando também ações coletivas junto às suas comunidades de atuação, como por exemplo ações em escolas (relação com a educação), na perspectiva dos “Territórios Saudáveis” e evitando uma sobrecarga no sistema hospitalar. Varginha só conta com 50% de cobertura pela Estratégia Saúde da Família (ESF). A experiência brasileira mostra que os municípios que apresentam cobertura acima de 80% mostram melhores resultados em termos de saúde assim como maior satisfação da população. Nosso objetivo é expandir essa cobertura para acima de 90%.

Como o senhor pretende, se eleito, incluir Varginha na rota turística e artístico cultural do Sul de Minas?

O primeiro passo será uma profissionalização da gestão cultural e turística de Varginha. Ainda sofremos muito com o amadorismo nessas áreas em nossa cidade. Precisamos de mais ambição e isso passa pela qualificação de quem gere. Criou-se o mito de que Varginha não é uma cidade turística e os gestores da cidade ao longo do tempo se sentaram sobre ele e isso impediu que evoluíssemos.

Temos um grande potencial e vamos explorar melhor a imagem de cidade do café, também queremos incentivar o turismo científico e ufológico, o turismo gastronômico e impulsionar nossa classe artística, ampliando as possibilidades de editais para a realização de projetos culturais e com isso promover um maior desenvolvimento do setor.

Quais são suas propostas para a área de esportes e incentivo à prática de atividades físicas?

Entendemos que é preciso aproximar a administração de iniciativas de Ongs e Associações Esportivas, oferecendo apoio e suporte para que projetos esportivos de diversas modalidades sejam abundantes pelos nossos bairros. Além disso, descentralizar a atuação dos professores de educação física da SEMEL, incluindo um número maior de aulas nas academias de rua de Varginha.

Outro ponto será a manutenção constante que faremos dos campos e quadras da cidade para que o esporte amador tenha melhores condições de ser praticado.

E na área de segurança pública, quais são suas propostas?

O melhor investimento em segurança pública é em prevenção. E prevenção vem de educação. Vamos oferecer condições para que os conselhos comunitários sejam reativados e estabelecer parcerias para que os espaços públicos sejam ocupados com atividades educativas, culturais e esportivas.

Além disso, implementar uma política de Segurança Pública Digital que incentive a instalação de câmeras nas ruas, com o intuito de ampliar a segurança e o acervo para registro de casos de violência e outros delitos.

Como será implantado o conceito de “Cidades Inteligentes”?

Na prática vamos aumentar o investimento em tecnologia da informação para administrar Varginha. Iremos progressivamente informatizar os serviços públicos oferecidos pela prefeitura, incluindo dados fornecidos pelos próprios cidadãos através de um aplicativo para analisar, monitorar e gerenciar sistemas de tráfego e transporte, abastecimento de água, saneamento básico, detecção de crimes, atividades escolares, serviços de saúde, prestações de serviços ao cidadão e outros.

O senhor tem propostas sobre eficiência energética e preservação de recursos hídricos. O meio ambiente é a sua principal plataforma?

Como está explicito em nossa Plataforma “Varginha em Rede”, nossas prioridades são as pessoas. Nos preocupa muito o aumento da desigualdade social, a evasão escolar, o desemprego. E não bastasse isso tudo, temos um cenário de crise ambiental. Infelizmente Varginha não é um bom exemplo de planejamento para o futuro.

Entendemos que já vivemos uma realidade preocupante que precisa ser revertida com ações reais de revitalização de mananciais, de extremo cuidado com o Rio Verde, de implantar uma coleta seletiva de verdade e, entre outros pontos, ter a administração pública como a principal agente na arborização de Varginha, coisa que nunca aconteceu.

Como seriam as políticas públicas de acolhimento às diversas minorias?

Políticas inclusivas como a garantia de no mínimo 50% de mulheres e negros em cargos comissionados na administração, equipes de atenção básica de saúde e assistência social especializadas no atendimento a pessoas LGBTQI+, entre outras.

Uma de suas propostas é garantir moradia popular de qualidade visando diminuir o déficit habitacional da cidade. Como pretende fazer isso, caso seja eleito?

Buscar recursos junto aos Governos Federal e Estadual para a construção de moradias populares. Fazer um diagnóstico detalhado em relação às famílias passíveis de receberem a moradia pelo programa. Estabelecer parceria com empresas e indústrias da construção civil, com estudo da viabilidade de incentivos fiscais àquelas que se propuserem a contribuir com o programa.

O senhor acredita que o combate ao coronavírus e as medidas de prevenção ao Covid-19 em Varginha tem sido eficientes? O que faria diferente?

Os números mostram que não foram eficientes. Contudo entendo que não fossem os trabalhadores e servidores públicos de saúde do nosso município o cenário poderia ter sido pior. O que eu faria diferente seria liderar, chamar a responsabilidade para mim. Logo no início da pandemia o então prefeito renunciou e o seu sucessor apenas delegou, pouco se comunicou com os servidores, pouco se comunicou com a população para passar mensagens mais claras. Isso fez falta e repercutiu nos nossos números e nas vidas que perdemos.

O senhor tem propostas para os eleitores da comunidade LGBTI+. Existe algum projeto que trata de discriminação, homofobia e geração de emprego para estes eleitores?

Educação é a principal delas. Precisamos estimular que essas pessoas sejam respeitadas em sua diversidade. Terão o respeito da administração para que vivam suas vidas como qualquer outro cidadão com a garantia de acesso a todos os serviços públicos oferecidos pela prefeitura sem discriminação.

A reforma do centro comercial gerou muita polêmica, principalmente pelo fato das obras entregues não terem seguido o proposto originalmente, qual é a sua opinião sobre o assunto?

Incompetência, ingerência e falta de zelo com o dinheiro público. Sempre que políticos governam pensando em eleição, esquecem de fazer o que mais importa: governar para as pessoas. O exemplo do centro é mais um, entre muitos, de obras atabalhoadas e mal planejadas em Varginha. Isso tem que acabar por isso, defendemos o fim da reeleição.

Se eleito o senhor dará continuidade as obras das administrações passadas que estão paradas?

Não só vamos terminá-las, como vamos fiscalizar para garantir que sejam bem acabadas e não precisem de reformas logo depois de entregues, como recorrentemente acontece com as obras da atual administração.

Seu programa de governo foca principalmente na pauta Meio Ambiente. Outras áreas sensíveis na cidade, como geração de emprego, não deveriam ter o mesmo destaque?

Como está explicito em nossa plataforma: nossa prioridade são as pessoas. E por querermos governar para as pessoas é nosso objetivo melhorar os indicadores de saúde e educação em Varginha e isso atraíra mais investimentos privados. Ademais, não somos uma ilha e precisamos ter atenção aos movimentos econômicos globais, por isso, vamos fomentar a microeconomia realizando parcerias com o BNDES e BDMG, mas desenvolvimento econômico não ocorre sem garantir uma infraestrutura sustentável a longo prazo e isso passa, necessariamente, pela defesa do meio ambiente.

Qual é a sua proposta para a linha férrea? O senhor vê a possibilidade da reativação dos trens ou a criação de ciclovias?

Nossa intenção é transformar a linha férrea em um corredor de deslocamento urbano, para locomoção que esteja associado a prática de atividades físicas a pé ou em bicicletas. Em virtude das dificuldades orçamentárias que o Brasil enfrenta, lembrando que até hoje a administração, por incompetência, nem sequer foi capaz de entregar o memorial do ET, seria irresponsabilidade afirmar ser possível a reativação de trens.

Um ponto fraco do nosso município, é o turismo. Podemos notar que há pouco investimento em atrativos para visitas à cidade. Qual seu plano para essa área? Existe algum plano para a exploração do “ET de Varginha”?

Como respondemos anteriormente: o primeiro passo será uma profissionalização da gestão cultural e turística de Varginha. Ainda sofremos muito com o amadorismo nessas áreas em nossa cidade. Precisamos de mais ambição e isso passa pela qualificação de quem gere. Criou-se o mito de que Varginha não é uma cidade turística e os gestores da cidade ao longo do tempo se sentaram sobre ele e isso impediu que evoluíssemos.

Temos um grande potencial e vamos explorar melhor a imagem de cidade do café, também queremos incentivar o turismo científico e ufológico, contribuindo para a realização de eventos nessa área, o turismo gastronômico e impulsionar nossa classe artística, ampliando as possibilidades de editais para a realização de projetos culturais e com isso promover um maior desenvolvimento do setor.

O senhor tem alguma proposta para viabilizar o uso do prédio do Cine Rio Branco?

Em primeiro lugar vamos estabelecer diálogo com os proprietários do prédio. Não somos demagogos, como vários outros antes e vários outros agora, que fazem afirmações sem sequer conversar com os proprietários. Faremos consulta aos proprietários para possíveis acordos e também consultaremos a população, se for de interesse do povo e dos proprietários, verificaremos a viabilidade. Mas vale ressaltar que a prioridade é preservar o patrimônio que pertence ao povo de Varginha como o Theatro Capitólio que tem sofrido muito pelas reformas mal feitas e pela falta de manutenção.

Existe alguma proposta para tornar Varginha um polo tecnológico investindo, por exemplo, no conceito “Cidades Inteligentes”?

Sim, como afirmamos anteriormente, vamos aumentar o investimento em tecnologia da informação para administrar Varginha. Iremos progressivamente informatizar os serviços públicos oferecidos pela prefeitura, incluindo dados fornecidos pelos próprios cidadãos através de um aplicativo para analisar, monitorar e gerenciar sistemas de tráfego e transporte, abastecimento de água, saneamento básico, detecção de crimes, atividades escolares, serviços de saúde, prestações de serviços ao cidadão e outros.

Sobre as secretarias do seu governo, caso eleito, quais manterá e quais criará?

Primeiro é importante conhecer a prefeitura e saber que o orçamento para 2020 é de 410 milhões e aproximadamente 200 milhões é a folha de pagamento anual, ou seja, quase metade do orçamento. Que aproximadamente 70% dos servidores estão lotados nas secretarias de saúde e educação.

Entendemos que mais importante que reduzir Secretarias, é reduzir o número de cargos comissionados e eventualmente gastos com consultorias e contratações desnecessárias. Hoje a prefeitura tem 2834 servidores na ativa e estima-se que 10% de cargos ocupados sejam servidores comissionados de recrutamento amplo (Indicação política) e contratados.

Infelizmente, estas informações sobre os “não concursados” não estão disponíveis no Portal da Transparência do Município de forma clara e objetiva. Reduziremos o número de Secretarias de 15 para 09, diminuindo 06 Secretarias, e no caso das Fundações e Autarquias, manteremos as 05 existentes, apenas incrementando e atualizando o papel da Guarda Municipal criando a Agência Municipal de Defesa Social, Meio Ambiente e Patrimônio Público. Tal mudança visa proporcionar maiores investimentos na Guarda Municipal, principalmente no que diz respeito à ampliação da fiscalização ambiental e preservação do patrimônio da prefeitura.

Como será o processo de escolha para quem vai integrar seu gabinete, secretários e cargos de confiança? Já tem definição dos nomes? Se sim, quais serão? Quais são os critérios que o senhor pretende utilizar para fazer as nomeações?

Trabalharemos com os servidores públicos de carreira em suas diversas especialidades. E o principal critério será a competência. Uma vez eleitos, faremos esse levantamento.

O transporte coletivo é uma das principais reclamações dos varginhenses. A atual empresa ganhou, em dezembro de 2018, a licitação para atuar nos próximos 15 anos. Como o senhor pretende resolver a situação, caso seja eleito?

Vamos criar o Conselho Municipal do Transporte Coletivo para dar transparência e acesso às contas do convênio e manter a participação ativa da população na fiscalização da empresa na prestação do serviço de transporte coletivo.

Seu plano de governo tem 8 páginas, acredita que conseguiu sintetizar tudo o que a cidade precisa para os próximos 4 anos?

Sim. Como eleitor e como varginhense, sinto que a cidade precisa de ação e de gente conectada com a realidade e não de páginas e mais páginas de promessas que não serão cumpridas em seguida.

Quais razões levaram o senhor a colocar seu nome à disposição para o cargo de prefeito de Varginha?

Sou uma pessoa comum, varginhense, que conhece bem o serviço público e entendo que problemas como as crises econômica, ambiental, sanitária que estamos vivendo precisam de gente que proponham soluções conectadas com a realidade, pois só assim vamos superar esses momentos difíceis. Ao longo da minha carreira e trajetória no serviço público e com o apoio das pessoas tão competentes quanto eu que compõem a nossa chapa, tenho convicção de que podemos, não só iniciar um novo jeito de fazer política em Varginha, qualificar e melhorar o nosso dia a dia no presente.

Faça as suas considerações finais.

Agradecemos a oportunidade de prestar tais esclarecimentos. E deixamos a mensagem para que os varginhenses estejam certos de que não abandonaremos ninguém que precise de políticas públicas para prover suas vidas. Varginha tem opção: 18.

Veja aqui o perfil e as propostas do candidato Demétrio Junqueira

# entrevista demétrio junqueira

As Eleições 2020 acontecem no dia 15 de novembro.

Veja mais notícias sobre as Eleições 2020 aqui

Veja as propostas dos candidatos a Prefeito de Varginha aqui

Acompanhe a Agenda dos Candidatos à Prefeitura de Varginha


whatsapp varginha digital noticias

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Veja também

Siga-nos nas Redes Sociais

Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores
logo varginha digital

Varginha Digital
Notícias de Varginha e região direto no seu celular.
Informação com credibilidade, Varginha em um clique!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome