Coronavírus: Varginha bate recorde de casos confirmados em 24 horas. Secretário de saúde pede que a população se previna

coronavírus
Foto ilustrativa

População de Varginha é novamente chamada à responsabilidade quanto à prevenção ao Coronavírus. Número de casos confirmados bate recorde.

Foi recorde o número de casos confirmados de COVID-19 nas 24 horas entre segunda (3) e terça-feira (4), em Varginha. Segundo dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). A maioria é de mulheres infectadas pelo novo coronavírus.

Segundo o secretário de Saúde, a explicação para o aumento no número de casos em Varginha é que os testes rápidos foram ampliados em vários pontos da cidade. “A partir do momento em que alguém inicia uma síndrome gripal, os agendamentos já começam a ser feitos. Ou seja, essa agilidade de testagem permite que a secretaria apure os casos positivos”, explica.

Nós estamos em um momento em que o estado enfrenta um platô, com uma aceleração de casos e internações que vêm se estabilizando num patamar mais alto. Era uma projeção epidemiológica pra esse cenário vivido desde o dia 15 de julho. Evidentemente, o que se espera é que a gente consiga, realmente, através desses dados, conscientizar a população sobre a importância das medidas de prevenção”, alerta o secretário.

O boletim desa quinta-feira (6) confirmou o 13º óbito por COVID-19 em Varginha. Nos últimos 7 dias foram 6 óbitos confirmados. 

Prevenção

Principalmente nesse momento é importante observar as medidas de prevenção contra o coronavírus”. O alerta é do secretário municipal de Saúde de Varginha, médico infectologista Luiz Carlos Coelho, que no boletim epidemiológico dessa quinta-feira, dia 6, chamou novamente à responsabilidade toda a população.

Varginha contabiliza 397 casos da Covid-19, 312 recuperados, 31 internados sendo oito em enfermarias e dois no CTI. “Estamos no platô de aceleração de casos e internações; é preciso muito cuidar-se”, destaca o secretário de Saúde.

Ele lembra que as pessoas não podem se descuidar das seguintes rotinas:

  • uso constante e adequado de máscaras
  • higiene das mãos e do ambiente
  • distanciamento de mais de 1,5m das pessoas
  • o sair de casa deve ser somente se necessário
  • não participar e não promover aglomerações
  • ao retornar para casa ter o cuidado extremo com as pessoas que co-habitam com você e que podem até estar tomando medidas excepcionais de prevenção, mas se cada um não fizer a sua parte, ao final o desfecho pode ser de uma aceleração maior de casos.

Então, para que a gente consiga reduzir essa aceleração e dar condições adequadas de tranquilidade, saúde e qualidade de vida para a população, são essas medidas não farmacológicas que farão a diferença na nossa comunidade”. Dr. Luiz Carlos finaliza afirmando que “continuamos na luta”.

Com informações do site Estado de Minas


whatsapp varginha digital noticias

Veja também

Siga-nos nas Redes Sociais

Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores
logo varginha digital

Varginha Digital
Notícias de Varginha e região direto no seu celular.
Informação com credibilidade, Varginha em um clique!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome