Faltam medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde de Varginha

Remédios
Foto ilustrativa

Em várias Unidades Básicas de Saúde também faltam médicos ginecologistas e pediatras.

A população de Varginha vem sofrendo, ao longo de 2019, com a falta de medicamentos e médicos nas Unidades Básicas de Saúde, em especial ginecologistas e pediatras, além da falta de salas de vacinas.

Nesta semana o vereador Dr. Fernando Guedes questionou os Governos Municipal e Estadual sobre o motivo da falta de medicamentos nas unidades de saúde da cidade.

Guedes questionou ainda, se a Prefeitura já buscou junto ao Ministério da Saúde e à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, meios para aumentar o estoque de medicamentos para distribuição e atendimento integral aos munícipes e qual o posicionamento desses órgãos quanto à situação enfrentada pelo serviço de saúde.

De acordo com o vereador esse problema é antigo, a demanda por medicamentos continua a crescer em nosso município e, apesar do acesso aos medicamentos gratuitos ser um direito do cidadão, isso não é o que vemos no serviço público de saúde.

“Essa é uma situação preocupante e que coloca em risco a saúde e a vida de diversos pacientes e que no futuro pode aumentar ainda mais os custos com internação e procedimentos decorrentes da falta de medicamentos para o tratamento adequado”, justificou Dr. Guedes.

Falta de médicos nas Unidades Básicas de Saúde

No mês de junho de 2019 o então presidente da Câmara Municipal de Varginha, Dudu Ottoni, questionou a Prefeitura sobre a falta de ginecologistas no SUS da cidade. O executivo respondeu que em junho haviam 13 ginecologistas concursados na Prefeitura e que o tempo médio de agendamento de consulta era de 30 dias.

A nota da Prefeitura dizia ainda que três médicos tinham se aposentado recentemente e que estavam aguardando nomeação dos novos profissionais concursados.

O Varginha Digital fez contato com a Prefeitura. O executivo informou que foram abertos, ao longo do ano, vários editais de contratação para várias especialidades, entre elas ginecologistas e pediatras, mas as vagas não foram preenchidas. Mas, que os médicos aprovados no último concurso já começaram a ser nomeados.

Fonte: Câmara Municipal de Varginha e Prefeitura de Varginha.

Voltar para a Página Inicial | Curta o Varginha Digital no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome