Varginha registra saldo positivo na geração de empregos formais em março

Publicidade

Apenas o setor de agropecuária registrou saldo negativo na geração de empregos formais em Varginha.

Varginha registou saldo positivo na geração de empregos formais no mês de março, de acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência. Foram 2.288 admissões contra 1.953 demissões, gerando o saldo positivo de 335 vagas.

Quando dividimos a geração de emprego por segmentos, temos o seguinte cenário:

Na agropecurária foram 28 admissões e 49 demissões, gerando saldo negativo de 20 vagas;
No comércio foram 560 admissões e 524 demissões, gerando saldo positivo de 36 vagas;
Na construção foram 230 admissões e 157 demissões, gerando saldo positivo de 73 vagas;
Na industria foram 315 admissões e 223 demissões, gerando saldo positivo de 92 vagas;
No segmento de serviços foram 1.154 admissões e 1.000 demissões, gerando saldo positivo de 154 vagas.

No acumulado do ano, em 2022 de janeiro a março, foram 6.490 admissões contra 5.864 demissões, gerado saldo positivo de 626 empregos.

Publicidade

Minas Gerais

Em Minas Gerais o saldo também foi positivo de 27.452 postos de trabalho no mês passado, ficando atrás apenas de São Paulo, que alcançou, no mesmo período, a criação de 34.010 postos de trabalho. No acumulado do ano, já houve a geração de 62.421 oportunidades com carteira assinada para os mineiros.

O saldo positivo de março é resultado da admissão de 220.304  trabalhadores no mercado formal e do desligamento de outros 192.852 no mesmo período. Após um desempenho negativo em janeiro deste ano, com a perda de 1.562 vagas de emprego, a geração de vagas voltou a crescer a partir de fevereiro, mês em que foi registrado saldo de 36.495 empregos formais no estado.

Por segmento de atividade econômica, os serviços lideraram a geração de postos de trabalho em março, com saldo de 15.098 vagas de emprego, seguido por agropecuária (6.023), indústria (3.519), construção civil (2.099) e comércio (713).

Dados do Brasil

Também em março, o país  alcançou a geração de 136.189 empregos formais, segundo o Novo Caged. O saldo é resultado de 1.953.071 contratações menos 1.816.882 de demissões.  O setor de serviços também liderou a geração de empregos formais, com saldo de 111.513 vagas. No acumulado do ano, foi registrado saldo de 615.173 empregos.


Veja mais Oportunidades

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui