Penitenciária de Três Corações conta com nova sala de audiência

Nova sala de audiências da Penitenciária de Três Corações.

Também foi inaugurada na penitenciária uma nova sala para os professores responsáveis por 420 detentos.

Os detentos estão matriculados na Escola Estadual Herbert José de Souza, que funciona dentro da penitenciária.

Nova sala dos professores da Penitenciária de Três Corações.

A construção das duas salas foi feita com o aproveitamento da experiência profissional de detentos que trabalharam na alvenaria, pintura, hidráulica e elétrica.

De acordo com a  Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o reforço na estrutura interna da unidade, contribui para a segurança e economia do Sistema Prisional.

Sala de Audiências

A construção da nova Sala de Audiências dentro da unidade prisional representa mais segurança, pois evita a escolta até o fórum, o que possibilita que os agentes de segurança penitenciários permaneçam no presídio.

Outro ponto importante é a economia para os cofres públicos, uma vez que há redução de gastos com manutenção e combustível com as viaturas.

Cerca de 20 presos já têm sido atendidos, semanalmente, em audiências admonitórias, nas quais o juiz comunica ao preso sobre a concessão de benefícios e as condições de cumprimento; e também nas audiências de justificação, convocadas quando o detento comete faltas disciplinares.

Mobiliário

Destaque para o mobiliário das duas salas, feitos pelos detentos, que usaram cana da índia como matéria-prima. Os próprios detentos fizeram a coleta da matéria-prima, cedida pelo dono de uma propriedade rural próxima à penitenciária.

Agentes de segurança penitenciários tiveram um papel primordial nas obras, tanto no sentido de manter a disciplina e segurança, quanto de orientação nas atividades, pois alguns deles possuem conhecimentos na área de construção civil.

O secretário-adjunto da Seap, Marcelo José da Costa, esteve na solenidade de inauguração. Na oportunidade, ele destacou que o reforço na penitenciária vai muito além da inauguração das duas salas. “Os servidores do Sistema Prisional não são invisíveis. Eles fazem a execução penal funcionar de fato e merecem todo o reconhecimento”, pontuou.

O diretor-geral da unidade, Joel de Souza, também enfatizou o apoio de toda a equipe e dos parceiros. “Unidos, podemos fazer cada vez mais e melhor pelo Sistema Prisional”, disse.

Verbas

Para a construção da sala de audiências, a penitenciária contou com verbas do Conselho da Comunidade, do Tribunal de Justiça e da Associação pela Solidariedade ao Recuperando (Assolar), no valor total de R$ 15 mil – cada uma investiu R$ 5 mil.

A sala dos professores custou aproximadamente R$ 60 mil, cedidos pelo Conselho da Comunidade, Tribunal de Justiça e Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). A sala vai atender aos 55 professores e servidores administrativos da Escola Estadual Herbert José de Souza.

Comente e Compartilhe.

Veja mais Notícias da Região.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome