Polícia Civil prende homem que aplicava “golpe do mecânico”

Publicidade

Um áudio circulou nas redes sociais afirmando que o “golpe do mecânico” tinha acontecido em Varginha, mas na realidade foi em Pouso Alegre.

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira, 25, um homem, de 44 anos, suspeito de aplicar o “golpe do mecânico” no estacionamento de um supermercado em Pouso Alegre. Apesar de um áudio circular nas redes sociais afirmando que o caso aconteceu em Varginha, a Polícia Militar confirmou que não foi registrada nenhuma ocorrência desta tipo em Varginha.

O crime foi identificada na noite de segunda-feira, 24, sendo o investigado reconhecido por três vítimas.

Conforme apurado, o homem, ao escolher um alvo, retirava a mangueira de combustível do veículo fazendo com que vazasse o líquido. Assim, quando o motorista chegava para sair com o carro, ele o alertava sobre o risco e se disponibilizava a ajudar, apresentando-se como mecânico. Após reconectar a peça, o suspeito cobrava um valor. Uma das vítimas chegou a ser lesada em R$ 200.

O trabalho investigativo, começou após o homem ser apresentado por policiais militares à unidade da PCMG. Como naquele momento não havia situação de flagrante, os policiais civis realizaram levantamentos que possibilitaram a representação à Justiça pelo mandado de prisão preventiva do suspeito.

Publicidade

À Polícia Civil, o investigado confirmou ter realizado o estelionato para angariar dinheiro e comprar drogas. Ele também informou ter vindo de Campinas, interior de São Paulo, e estava prestando serviços a uma mecânica em Pouso Alegre. Segundo ele, quando terminou o trabalho, resolveu ficar, mas precisava de mais dinheiro para manter o vício.

É importante registrar o boletim de ocorrência

A Polícia oriente para que caso algum cidadão tenha sido vítima de golpe e/ou se sinta lesado, procure a unidade policial mais próxima ara registrar o boletim de ocorrência.

Além disso, como estelionato é crime de ação penal pública condicionada à representação da vítima, a PCMG orienta que o cidadão procure a delegacia para formalizar a representação e prestar depoimento, munido de algum documento indicativo da fraude, como contrato de prestação de serviço.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui