Projeto da Ufla oferece fisioterapia veterinária a animais de grande e pequeno porte

A iniciativa do cuidado com animais partiu de um grupo de estudantes do curso de medicina veterinária da universidade.

O projeto de extensão do Departamento de Medicina Veterinária tem atuado na prevenção de lesões e na reabilitação física de animais, avaliando também o desempenho de competidores para que sua atuação seja otimizada.

O grupo pioneiro na região de Lavras começou suas atividades em novembro de 2017 e, na época, atendiam somente equinos. Com o aumento da demanda pelo serviço, estenderam os atendimentos a animais de pequeno porte, como pets. O grupo já atendeu também animais silvestres, como um veado e uma maritaca.

O professor Marcos Rodrigues de Mattos, coordenador do projeto, relata que o trabalho mostra o potencial da fisioterapia veterinária. “Acho que esse aprendizado que está sendo transmitido é imensurável em termos de conhecimento para os estudantes. A possibilidade de estar com o animal, fazer o tratamento e ver seu resultado, é inestimável para as pessoas envolvidas no projeto”, explicou.

Beatriz Ventura Dreyer, Débora Moreira Grass, Karoline Sato e Raquel Athanasio são algumas das estudantes que auxiliaram na implementação do projeto na universidade. De acordo com Débora Grass “o projeto de extensão acrescenta muito, porque é algo que falta na região. Além disso, a satisfação de ver os animais desenvolvendo junto com o projeto é imensurável”, ressaltou.

Marquinho Vilela, um dos atendidos pelo projeto, é treinador e instrutor de equitação em Lavras. Ele possui cavalos de alta performance , que estão sempre em competições. De acordo com ele, o trabalho da equipe está sendo uma oportunidade ótima para aumentar o bem estar dos cavalos. “Depois que começou o atendimento percebemos uma melhora no aquecimento dos equinos, ganhando tempo nos treinamentos. Os animais vão e voltam mais relaxados do trabalho. Em longo prazo, isso vai trazer maior durabilidade dos animais, além de diminuir o risco de lesão”, completa.

Por se tratar de um projeto de extensão, a equipe não cobra para atender os animais, apenas uma contribuição para a manutenção dos materiais utilizados no atendimento. Há ainda a isenção de taxas para pessoas que comprovem a impossibilidade de pagamento.

Interessados podem entrar em contato com a equipe pelo telefone (35) 3829-1245 e pelo email [email protected], ou então procurar o hospital veterinário, no câmpus da UFLA.

Comente e compartilhe.

Veja mais Notícias da Região.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome