Sul de Minas continua na Onda Vermelha do programa Minas Consciente

Publicidade

A região continua na Onda Vermelha porque não houve queda na incidência de casos de coronavírus e na ocupação de leitos.

O Sul de Minas continua na Onda Vermelha do Minas Consciente, plano criado pelo Governo de Minas. Além das cidades da região, também estão na mesma onda as macrorregiões Centro, Centro-Sul, Leste, Leste do Sul, Nordeste, Noroeste, Oeste e Triângulo do Sul.

A decisão do Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no Estado, para manter a Onda Vermelha considerou o fato de que nestas regiões não houve queda na incidência de casos de coronavírus e na ocupação de leitos.

Receberam autorização para migrar para a Onda Amarela as macrorregiões de Saúde Norte e Sudeste.  Algumas microrregiões também poderão avançar à Onda Amarela: Viçosa, Janaúba, Taiobeiras e Ubá. Por outro lado, as microrregiões de Passos, Cássia e Piumhi regrediram para a Onda Vermelha. Em caso de divergência entre as ondas da macro e da microrregião, caberá ao prefeito definir qual seguir.

Agora, Minas Gerais passa a contar com cinco regiões na Onda Amarela (Norte, Sudeste, Triângulo do Norte, Vale do Aço e Jequitinhonha). Não há regiões na Onda Roxa, mais restitiva, nem na Onda Verde, mais liberal.

Publicidade

A decisão passa a valer no sábado (15/5), mas não é de adesão obrigatória e depende da escolha de cada município.

Varginha, por exemplo, não aderiu ao Minas Consciente. Porém, vale ressaltar que na última semana a cidade registrou aumento no número dos casos de coronavírus e de mortes causadas pela doença. E ocupação de leitos Covid-19 voltou a atingir 100%.

Na Onda Vermelha, assim como na Amarela e na Verde, praticamente todos os serviços podem funcionar, mas as restrições são diferentes. 

Confira abaixo as diferenças entre as ondas.

Amarela

A distância entre as pessoas tem de ser de um metro e meio, sendo autorizado uma pessoa a cada quatro metros quadrados dentro dos estabelecimentos comerciais. Seguindo essas regras, é permitida a lotação de 75% das lojas e demais setores comerciais. Eventos com até 100 pessoas também podem ocorrer.

Funcionam nesta fase: 

– Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência
– Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros
– Serviços de ambulantes de alimentação
– Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop
– Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito
– Vigilância e segurança privada
– Serviços de reparo e manutenção
– Lojas de informática e aparelhos de comunicação
– Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões
– Construção civil e obras de infraestrutura
– Comércio de veículos, peças e acessórios automotores
– Bares (consumo no local)
– Autoescola e cursos de pilotagem
– Salão de beleza e atividades de estética 
– Comércio de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo
– Papelaria, lojas de livros, discos e revistas
– Lojas de roupas, bijuterias, joias, calçados, e artigos de viagem
– Comércio de itens de cama, mesa e banho
– Lojas de móveis e lustres
– Imobiliárias
– Lojas de departamento e duty free
– Lojas de brinquedos

Apesar da flexibilização menos rígida, alguns serviços ainda ficam impedidos, como cinemas, clubes, shows e espetáculos, parques de diversão e feiras.

Vermelha

Nesta fase o distanciamento entre as pessoas aumenta para três metros. Dentro dos estabelecimentos, deve ser respeitada a capacidade de 10 metros por pessoa, e a lotação máxima é de 50%. Os eventos ficam restritos a no máximo 30 pessoas. Os bares podem funcionar, mas apenas como entrega dos produtos.

Funcionam nesta fase: 

– Supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência
– Bares (somente para delivery ou retirada no balcão) 
– Açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros
– Serviços de ambulantes de alimentação
– Farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop
– Bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito
– Vigilância e segurança privada
– Serviços de reparo e manutenção
– Lojas de informática e aparelhos de comunicação
– Hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões
– Construção civil e obras de infraestrutura
– Comércio de veículos, peças e acessórios automotores


Veja também

Siga-nos no Google News

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui