Miguel precisa de ajuda para fazer um exame essencial para seu tratamento

A família de Miguel criou uma campanha para arrecadar dinheiro para ajudar no tratamento.

O anjinho Miguel precisa fazer um exame chamado Exoma Completo, que custa R$ 7.500,00. Este custo não é coberto pelo SUS e nem pelo plano de saúde.

Miguel precisa do exame para continuar um tratamento com o geneticista do Hospital das Clínicas Criança, em Ribeirão Preto.

De acordo com a mãe Adriene de Araújo Silva e com o pai Anderson Alves, além do exame, Miguel precisa ainda de aproximadamente R$ 15 mil reais para continuar o tratamento e ter qualidade de vida.

Você pode fazer uma doação pela Vakinha Virtual por este link ou por depósito bancário:

Caixa Econômica Federal
Agencia: 0163
Operação: 013
Conta Poupança: 001.615.09-1
CPF: 150.140.796-10
Nome: Miguel Borim Araújo Alves

Entenda o caso

Com dois meses de vida Miguel começou a ter nistagmo, uma doença caracterizada por um movimento involuntário dos olhos. Isso pode fazer olho mover-se rapidamente de um lado para outro, para cima e para baixo ou em um círculo, podendo borrar ligeiramente a visão.

Por conta desta condição, a família foi informada que deveria aguardar Miguel completar 6 meses para encaminha-lo para o oftalmologista, caso ele não fixasse a visão.

Após o período de espera, Miguel não fixou a visão. Então começou a luta de seus pais para buscar o tratamento correto para Miguel.  Com 5 meses e meio foi constatado 6 graus de hipermetropia. A princípio ele teria que usar um óculos de 3 graus.

Mas os pais não ficaram satisfeitos com o diagnóstico e buscaram uma segunda opinião, consultando um oftalmo pediatra em Belo Horizonte.

Nesta nova bateria de exames foi constatado que o grau de Miguel era 9, com baixa visão, iniciando assim o uso de um óculos com 7 graus e meio.

Com 2 anos e meio um outro diagnóstico mostrou que Miguel tem comprometimento funcional, global de fotorreceptores de ambos os olhos, compatível com a suspeita de Amaurose Congênita de Leber, constando também fotofobia. 

Essa doença ainda não tem cura. Mas os pais buscam um tratamento para dar uma qualidade melhor de vida para seu filho. “Essa doença pode deixar o nosso Anjinho Miguel sem visão com o decorrer dos anos”, conta a mãe.

Miguel, hoje com 4 anos, continua com tratamento em Belo Horizonte, onde parte do tratamento seus pais conseguem pelo SUS. A outra parte do tratamento é feita em Hospital das Clínicas Criança, de Ribeirão Preto, com geneticista e outra parte do tratamento em Alfenas.

Para poder ter qualidade de vida, Miguel precisa continuar com o tratamento. Por isso sua ajuda é tão importante.

A mãe, Adriene, está à disposição para tirar qualquer dúvida sobre o tratamento pelo telefone (35) 99254-0088 pelo Whatsapp (35) 98881-4890.

Voltar para a Página Inicial | Curta o Varginha Digital no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome