Ciclos de alimentação: cardápio dos 6 meses aos 2 anos

Veja o que fazer e o que não fazer na alimentação
do seu bebê a partir de 6 meses.

E continuamos o especial sobre alimentação. Hoje vou falar de uma das fases mais importantes do ser humano: a introdução alimentar após meses com amamentação exclusiva. Vamos falar do cardápio de 6 meses aos 2 anos.

A partir dos 6 meses os bebê começa a necessitar de alimentos complementares a amamentação, como cereais, tubérculos, carnes, frutas e legumes. O ideal é oferecer cinco vezes ao dia, sem rigidez de horários, respeitando-se sempre a vontade da criança.

No começou esta alimentação complementar deve ser espessa e oferecida de colher. Comece com consistência pastosa, como papas e purês. Gradativamente aumente a sua consistência até chegar à mesma alimentação da família.

É importante que a mãe aprenda a diferenciar o desconforto do bebê por fome de outros tipos de desconforto, como sono, frio, calor, fraldas molhadas ou sujas, dor, necessidade de carinho.

Isso é importante para que as mamães não insistam em oferecer alimentos à criança quando esta não tem fome. A criança deve ser estimulada a comer, nunca forçada.

Para as bebidas o recomendável é usar copinhos e para os alimentos semi sólidos e sólidos use um prato e com a colher.

Variedade

Ofereça à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.

É comum a criança aceitar novos alimentos apenas após algumas tentativas e não nas primeiras.

Os alimentos devem ser oferecidos separadamente, para que a criança aprenda a identificar as suas cores e sabores.

Para temperar os alimentos, recomenda-se o uso de cebola, alho, óleo, pouco sal e ervas (salsinha, cebolinha, coentro).

O que não oferecer

Os alimentos oferecidos às crianças devem ser preparados pouco antes do consumo, nunca oferecer restos de uma refeição.

Evite açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida.

Importante

Para evitar a contaminação dos alimentos e a transmissão de doenças, lave bem as mãos e os alimentos que vão ser consumidos, assim como os utensílios onde serão preparados e servidos.

Guardar os alimentos em local fresco e protegidos de insetos e outros animais.

Gostou das informações? Então acompanhe a coluna  NutriEDduca, publicada toda quarta-feira no Varginha Digital.

dayara reis souza FILEminimizer 450x450 - Anticoncepcional x ganho de massa muscularDayara Reis Souza

Graduada em Nutrição. Especialista em Prescrição de Fitoterápicos e Suplementação esportiva.

Eleita pelo segundo ano consecutivo nutricionista destaque da cidade de Varginha-MG 2017/2018


Curta o Varginha Digital no Facebook e acompanhe as notícias também pelo Instagram.

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome