Festival Vento Sul apresenta nesta quarta (9) Duo Braga e Faria Flauta e Violão

Publicidade

Festival Vento Sul traz hoje Alexandre Braga e Celso Faria reinventando o repertório brasileiro de flauta e violão.

Nesta quarta, dia 9 de junho, às20h, quem se apresenta na 1ª edição do Festival Vento Sul, é o Duo Braga-Faria, com os renomados músicos – Alexandre Braga, flautista e Celso Faria, violonista – apresentando o espetáculo musical “Reinventando o repertório brasileiro de flauta e violão”, contemplando obras de diversas épocas da boa música brasileira.

O flautista Alexandre Braga é natural de Varginha, formado pela UFMG, e desenvolve uma carreira como músico de orquestra há mais de 20 anos, como flautista da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais desde sua fundação em 2008. Alexandre já lançou 2 CDs com a pianista Elvira Gomes.

Celso Faria é violonista natural de Passos e formou-se pela UFMG. Desenvolve uma carreira solo, tendo lançado recentemente o CD Recital Mineiro.

Como tem acontecido desde o início do projeto, todos os shows do Festival Vento Sul são online e respeitando todos os protocolos de prevenção à pandemia do Covid-19. Para assistir ao espetáculo, basta acessar o perfil da RB Produções no Instagram (@rbproducoesvga) ou seguir diretamente o link do show: https://www.youtube.com/watch?v=8veK7b45_b8

Publicidade

A apresentação de hoje levará o público ao ambiente de Saraus e Serestas, através da interpretação da música brasileira adaptada para a flauta e violão. As transcrições foram realizadas pelo violonista Celso Faria.

O Duo destaca ainda que a apresentação contempla obras de épocas diversas da música brasileira. Primeiro a música escrita pelo belga/brasileiro Reichert, flautista virtuose que aportou por aqui em 1859 e assimilou bem o estilo brasileiro. Em continuidade, apresentaremos obras daquele que é considerado o “pai do choro”, o também flautista Joaquim Callado. No rastro desses dois compositores, encontramos, já no início do seculo XX, o flautista Pattapio Silva, herdeiro dos dois compositores mencionados anteriormente, e que vinculou sua música à chamada música de salão, onde se apresentava a flauta e o piano em saraus. O ambiente de seresta é evocado pela valsa de Luiz Woltzenlogel, pai do importante professor e flautista Celso Woltzenlogel, responsável pela expansão da flauta no Brasil. Alexandre Braga, comentou com muito entusiasmo da satisfação em participar de um festival tão organizado, sério e criativo, principalmente dentro desta época sombria em que vivemos. “Assisti quase todas as primeiras apresentações e gostei demais de tudo. Desde a escolha dos locais como de uma cozinha caipira, de uma quadra de skate, de estúdios com edições criativas e até de uma fazenda colonial do interior do sul de Minas, assim como a qualidade musical e da escolha selecionadíssima de repertório. Já participei como solista de inúmeras formações e em diversos concertos nos mais variados espaços, mas confesso que estou muito orgulhoso em participar deste projeto simples, mas grandioso e ousado na organização, no alcance, na facilidade de acesso e acima de tudo pelo carinho especial com nossa sofrida classe musical. Aplausos e um bravíssimo para o 1º Festival Vento Sul”, afirmou o flautista Alexandre Braga.

Celso Faria comenta que o Duo se apresenta regularmente há quase 20 anos em várias cidades, executando um repertório original e escrito para a formação. Além disso, o Duo tem se dedicado a transcrever obras originais para flauta e piano de compositores brasileiros. “Vamos mostrar um pouco de nosso trabalho de forma bem simples e caseira, mas mostrando um pouco de nossa sonoridade num repertório que adoramos interpretar que é a nossa boa música brasileira transcrita para flauta e violão. Já estamos nos sentido parte da família Vento Sul”, afirma o violonista Celso Faria.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO 1º FESTIVAL VENTO SUL

Todos os shows serão às 20h

  1. 27/mai (quinta): Raphael Wagner
    Guitar live show. Solos autorais e a guitarra vai literalmente “cantar”.
  2. 28/mai (sexta): Lorenzo
    “Vem Me Encontrar no Pôr do Sol”, o primeiro show da nova fase de sua carreira.
  3.  31/mai (segunda): Homil Jr.
    Canções cantadas e instrumentais com releituras de famosos e autorais. Participação especial de Geraldo Aureliano no sax.
  4. 1/jun (terça): Raimundo Andrade
    Show autoral “Sol Vermelho”, inédito e direto de uma cozinha caipira no sítio Coleirinho.
  5. 2/jun (quarta): Grilo à Paisana
    Novo show “gRiLo21”, com aquele rock autoral característico e em português quebrando tudo na pandemia.
  6. 3/jun (quinta): Nita Rodrigues
    Releituras acústicas do rock clássico, folk, blues e country.
  7. 4/jun (sexta): Felipe Silveira e Mateus Megda
    Cultura caipira e temas contemporâneos, com viola e percussão harmonizando um fim de tarde na roça.
  8. 7/jun (segunda): Jota JJ
    Show inédito “Sambinha do JJ”, com canções inéditas e releituras de grandes clássicos.
  9. 8/jun (terça): Claudio Joth Power Trio
    Releituras de MPB e Pop Nacional, com a participação de The Fabricio na bateria e Breno Rocha no baixo.
  10. 9/jun (quarta): Alexandre Braga e Celso Faria
    Duo Braga-Faria: reinventando o repertório brasileiro de flauta e violão
  11. 10/jun (quinta): Estephanie Nascimento
    No show “Música de preto”, releituras de Soul, Jazz, RnB, Hip Hop, Rap, Samba e Reggae.
  12. 11/jun (sexta): Roda de Samba Império da Serrinha
    Novo show inédito: “Tributo aos 100 anos de Dona Ivone Lara”.
  13. 14/jun (segunda): Melancólicas (Tiago Branco, Rachel Mitidiere e Sabrina Biê)
    Um espetáculo Dodecafona!, com canções e poesias autorais.
  14. 15/jun (terça): Valentina Mangiapelo
    Show inédito “Bilhetes de amor em ventos de afeto”.
1º Festival Vento Sul

O FESTIVAL

Com o objetivo de movimentar e gerar renda para a cadeia produtiva da música – uma das mais prejudicadas pela pandemia ocasionada pelo Covid-19 -, além de divulgar a produção artística de Varginha e região para um grande público por meio da internet, o festival recebeu mais de 60 inscrições e selecionou 14 shows virtuais de artistas da cidade e de municípios circunvizinhos no sul de Minas. Cada selecionado receberá um cachê de R$ 2 mil.

Segundo Rosildo Beltrão, idealizador e diretor artístico do festival, a 1ª edição do Vento Sul movimentou uma parcela bem representativa dos artistas e compositores do sul de Minas. Foram mais de 60 grupos inscritos, e juntos dos 14 selecionados certamente dezenas de profissionais estão sendo beneficiados como os cantores e solistas, músicos acompanhantes, produtores, técnicos de estúdio, de som, de luz, de vídeo, além das diversas locações de estúdios de toda região. É muito gratificante ajudar e movimentar a classe artística que há mais de ano teve praticamente todas as atividades interrompidas nesta trágica pandemia que não acaba nunca.

Empolgado com a 1ª edição do Festival, que conta com o apoio cultural da Lei Aldir Blanc no âmbito do estado de Minas Gerais, Rosildo conclui: “e vem mais por aí. Em breve, também lançaremos a 1ª edição do Festival Atravessa. Será um pouco diferente e com uma programação mais robusta, com aproximadamente 30 shows e excelentes condições técnica para as apresentações. Com estes dois projetos, beneficiaremos mais de 100 profissionais de toda a região nesse momento tão delicado. É um alento poder dar a nossa parcela de contribuição para que a música não morra.

SERVIÇO

Divulgação dos links de exibições  do festival: Instagram (@rbproducoesvga), diretamente pelo linktr.ee/rbproducoes ou nas páginas dos artistas e bandas participantes.
E-mail (canal de dúvidas): [email protected]
Realização: RB Produções & Eventos
Produção: Através – Gestão Cultural
Apoio cultural: Lei Aldir Blanc (Minas Gerais)

# festival vento sul duo braga faria


Veja também

Siga-nos no Google News

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui