Poeta Tadeu Terra lança livro “Música dos Músculos” no Museu de Varginha nesta quarta

Publicidade

“Música dos Músculos” é um livro de poesias com uma peça teatral escritas por Tadeu por vários anos. São mais de 80 páginas dedicadas ao gênero literário.

O Museu Municipal de Varginha receberá nesta quarta-feira, 13/04, o lançamento do livro “Música dos Músculos”, de Tadeu Terra. O lançamento acontecerá das 17h às 20h, com um bate-papo com o poeta sobre a obra, autógrafos dos livros e declamação de poesias.

“Música dos Músculos” é um livro de poesias com uma peça teatral escritas por Tadeu por vários anos. São mais de 80 páginas dedicadas ao gênero literário. “Vejo em seus versos um caminho percorrido sobre pedras e flores, muitas vezes deixando fluir uma leveza etérea e outras uma árdua e pesada travessia num deserto escaldante e inóspito”, destaca a escritora Malu Silva, no prefácio da obra.

Música dos Músculos

Tadeu Terra nasceu em Alterosa em 1958. É poeta e diretor teatral. Sindicalizado pelo Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de Minas Gerais (Sated/MG). Começou a carreira profissional em 1981. Fez o curso de direção e interpretação teatral no Instituto Nacional de Artes Cênicas (Inacen). Atuou, dirigiu, produziu e foi cenógrafo de dezenas de espetáculos. Foi colaborador de vários jornais literários da região sul mineira e premiado em vários festivais de teatro, música popular brasileira e poesia. Atuou como ator e produtor e teve breve passagem pela televisão brasileira. Publicou os livros “A Sombra que Me Sonda” (teatro), “Na Vertical do Visto” e “Habitantes do Eu” (poesia). Possui três livros inéditos: “Janelas Oblíquas”, “Na Fresta do Espaço que Habitamos” e “Por Outras Arestas”.

A interpretação dramática de suas obras serão encenadas pelos atores: Marcos Misael, Augusto Oliveira, Igor Carmácio, e Malu Silva.

O Museu Municipal de Varginha está localizado na Praça Governador Benedito Valadares, 141 – Centro. O lançamento de “Música dos Músculos” conta com o apoio da Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, Biblioteca Pública e Museu Municipal, além da Associação de Poetas e Escritores do Sul de Minas (Apesul). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 3690-2716.

Tadeu Terra nasceu em Alterosa em 1958. É poeta e diretor teatral. Sindicalizado pelo Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de Minas Gerais (Sated/MG). Começou a carreira profissional em 1981. Fez o curso de direção e interpretação teatral no Instituto Nacional de Artes Cênicas (Inacen). Atuou, dirigiu, produziu e foi cenógrafo de dezenas de espetáculos. Foi colaborador de vários jornais literários da região sul mineira e premiado em vários festivais de teatro, música popular brasileira e poesia. Atuou como ator e produtor e teve breve passagem pela televisão brasileira. Publicou os livros “A Sombra que Me Sonda” (teatro), “Na Vertical do Visto” e “Habitantes do Eu” (poesia). Possui três livros inéditos: “Janelas Oblíquas”, “Na Fresta do Espaço que Habitamos” e “Por Outras Arestas”.

Publicidade

A interpretação dramática de suas obras serão encenadas pelos atores: Marcos Misael, Augusto Oliveira, Igor Carmácio, e Malu Silva.

O Museu Municipal de Varginha está localizado na Praça Governador Benedito Valadares, 141 – Centro. O lançamento de “Música dos Músculos” conta com o apoio da Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, Biblioteca Pública e Museu Municipal, além da Associação de Poetas e Escritores do Sul de Minas (Apesul). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (35) 3690-2716.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Receba as notícias no seu e-mail

1 COMENTÁRIO

  1. O Cine RIO BRANCO foi uma manipulação de uns idiotas, metacapio, desmiolados, sofredores de bom senso, pois queriam que suas idéias malucas predominassem.
    Através de um juiz sem escrupulos, satisfez os seus gostos malcriados e ignobéis, prevalecessem. Infelizmente o ser humano tem essas misérias, e ninguém reclamou do ocorrido ou o que estavam acontecendo, são todos cabeças de bagres (gíria popular) o mesmo aconteceu com a Igreja Matriz do Divino Espirito Santo. Foi desmanchada, demolida e destruida, a mando de um padreco desmiolado e megalomaniaco. Agora é muito tarde para se lamentar. Aí estão os exemplos das mentalidades do ser humano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui