Espetáculo gratuito: “O menino mais rico do mundo” é nesta sexta no Theatro Capitólio

O espetáculo “O menino mais rico do mundo” será gratuito no Theatro Capitólio, fechando com chave de ouro o Projeto Na Rota da Boa Música.

Última atração do Projeto Na Rota da Boa Música é nesta sexta e de graça, o espetáculo “O menino mais rico do mundo” conta a história de um ‘pequeno’ catador de papel, que é rico, mas não de dinheiro, de sonhos e de imaginação. Um menino que aprendeu a conhecer as cores, brincar com os sons, respeitar o mundo, e por isso, hoje, é companheiro da felicidade! Uma peça para crianças, adolescentes e famílias.

Publicidade

A peça acontece nesta sexta-feira, 23 de junho, às 15h, gratuitamente, no Theatro Capitólio em Varginha, não é necessária a retirada de ingressos, basta chegar (sujeito à lotação do teatro).

O ator Marcelo Ricco interpreta um catador de papel, que usa a poesia e a música para estimular a imaginação da plateia e falar de temas importantes como meio ambiente e importância da leitura.

Depois de passar por 22 municípios mineiros e pelo Distrito Federal, o espetáculo acaba de receber os Prêmios de Melhor Cenário, Melhor Ator e Melhor Diretor no 3º Prêmio Copasa/Sinparc.

Projeto Na Rota da Boa Música

O Projeto Na Rota da Boa Música oferece shows de nível nacional a preços populares. A cada apresentação, pede-se que as pessoas levem livros para serem doados a bibliotecas públicas. E, depois das atrações musicais, o projeto agradece o público que levou os livros para alunos da rede pública com uma peça teatral. De graça!

Publicidade

Vamos lá?

Aproveita e leve um livro que será doado para bibliotecas públicas. Até agora, já conseguimos mais de 600 livros para a Biblioteca Municipal de Varginha e o CDCA (Centro de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente).

O MENINO MAIS RICO DO MUNDO

Sozinho no palco, o ator interpreta um catador de papel, que usa a poesia e a música para estimular a imaginação da plateia e falar de temas importantes como meio ambiente e importância da leitura.

Publicidade

Esse é o quarto espetáculo infantil de Marcelo Ricco – que fez “Joãozinho e Maria”, “A BelaAdormecida” e “Uma aventura saborosa” – mas é a primeira montagem que está sozinho no palco para crianças. No palco, ele dá vida a um “pequeno” catador de papel, que é rico, mas de sonhos e de imaginação.

O menino convida a plateia para um dedo de prosa, na qual a educação ambiental é abordada de forma bastante divertida. Com texto de Xico Abreu, a peça traz poesia e também músicas autorais. Sob a direção de Diego Benicá (que também assina a cenografia e o figurino), temas como reciclagem, importância da preservação da natureza, a economia de água, alimentação saudável, incentivo à leitura e valorização da cultura popular, são abordados com muita interatividade e humor.

Depois de passar por 22 municípios mineiros e pelo Distrito Federal, desde sua estreia em março de 2015, em Belo Horizonte, o espetáculo acaba de receber os Prêmios de Melhor Cenário, Melhor Ator e Melhor Diretor no 3º Prêmio Copasa/Sinparc. “Nessa peça, o maior desafio para mim, que já estou habituado a monólogos, é reencontrar a sensibilidade de uma criança adormecida em mim. Estar com 47 anos e falar a mesma língua das crianças, com certeza, é muito estimulante. Trata-se de um público muito exigente. Não é qualquer “historinha” que os convence. Tem que ser de verdade, tem falar o que as crianças querem ouvir”, explica Ricco. Mas para encarar essa empreitada, o ator se juntou ao experiente Diego Benicá, premiado pela direção de “Pluft, O fantasminha camarada”, “A menina e o vento”, “Aladim”, “O Pequeno Príncipe”, entre outros.

Para o ator, o tema educativo do espetáculo vem de encontro ao papel que o teatro tem junto a formação das crianças. “Eu buscava um texto solo, que falasse de situações reais de forma poética, sem enganações. Pessoalmente, acho que este é o papel do teatro infantil. O de caráter educativo. Já que é nessa época da vida que precisamos ter melhores referências para nos ajudar, inclusive, na formação de caráter. E “O Menino Mais Rico do Mundo” tem esta proposta, ensinar de forma lúdica, soltar a imaginação e divertir”, acredita Marcelo.

Os 50 minutos de espetáculo são intercalados com músicas de autoria do próprio autor Xico Abreu, que ganharam arranjos de Hairlan Rodrigues e Gustavo Moura, com direção musical também de Diego Benicá. Marcelo Ricco está se reencontrando com a música. Seu primeiro espetáculo teatral foi no musical “Nas ondas do rádio”. Agora, está sendo acompanhado pela preparadora vocal Iaiá Drummond, que coincidência ou não, foi colega de palco do ator quando fez o meu primeiro musical, há 15 anos. O tema é bastante atual e importante para ser tratado com as crianças, que devem ser orientadas desde cedo sobre como cuidar do planeta, em todos os sentidos, desde tratar bem as pessoas, a importância da leitura, até a preservação do meio ambiente. Na peça, a reciclagem ganha um defensor quando o personagem principal da montagem é um menino catador de papel.

Publicidade

Ele usa a imaginação para prender a plateia e narrar sua vida com delicadeza e poesia, presente desde o começo da peça quando o garoto diz que, como não sabe quem é seu pai, escolheu o céu como pai; é poético também no momento em que borboletas são descritas como “flores que voam”. “O espetáculo é feito pra crianças, mas sem idade definida. Aliás, acreditamos que por se tratar de uma história que foge ao contexto dos tradicionais “contos”, todo mundo irá curtir, rir e se emocionar, inclusive os adultos”, acredita.

Ficha Técnica:
Autor: Xico Abreu | Diretor, Cenógrafo e Figurinista: Diego Benicá | Elenco: Marcelo Ricco |
Produção: Sala 7 Produções | Trilha Sonora Original – Músicas: Xico Abreu / Arranjos: Hairlan
Rodrigues e Gustavo Moura | Gravação, mixagem e masterização: Stúdio HP | Preparação Vocal: Iaiá Drummond | Preparação Corporal e Coreografias: Ana Amélia Cabral | Iluminação: Luiz Henrique Moura | Adereços: Paulo Viana | Execução de Figurino: Costurando Arte (Márcia Corrêa) | Cenotécnica: Companhia Cenográfica (Felício Alves) | Maquiagem: Grabriela Domingues | Imagens: Personnalité Produções | Fotografia: Grafê Ateliê da Imagem (Alyson Jardim) | Programação Visual: Insight Comunicação e Cultura (Cláudio Nestor e Márcio Miranda) | Assessoria de Imprensa: Luz Comunicação (Jozane Faleiro) | Produção Executiva: Carol Fonseca.
Classificação: Livre / Duração: 50 minutos

SERVIÇO

Quando: Nesta sexta-feira (23/6)
Que hora: Às 15h, no Theatro Municipal Capitólio.
Duração: 50 minutos
Quanto custa?: Nada, é de graça! 😉

“A todos que participaram da 3ª edição do Projeto Na Rota da Boa Música, o nosso muito obrigado!!!”.

Publicidade

O menino mais rico do mundo
O espetáculo “O menino mais rico do mundo” será gratuito no Theatro Capitólio, fechando com chave de ouro o Projeto na Rota da Boa Música.