ACIV sugere reabertura do comércio de Varginha na segunda-feira (30)

Centro de Varginha comércio
Foto: Varginha Digital

O presidente da ACIV reuniu-se com os diretores da entidade para avaliar se o comércio deve permanecer fechado ou não

Nesta quinta-feira (26), o presidente da ACIV, Anderson de Souza Martins, reuniu-se com os diretores da entidade para avaliar se o comércio deve permanecer fechado ou não. Estiveram presentes também a presidente do Sindcomerciários, Cibele Oliveira; o presidente do SINDVAR, Aureliano Zanon Alves; o presidente do SEHAV, André Yuki e o gerente de vendas do Via Café Garden Shopping, Leonardo Andrade.

Todos avaliaram como positiva a decisão de fechar o comércio, tomada há uma semana, pois os casos de suspeitas do COVID-19 se mantiveram baixos, sem nenhum caso confirmado na cidade, evitando a proliferação do vírus.

Foi debatida também a possibilidade de reabertura gradual do comércio, respeitando regras que não comprometessem o combate ao Coronavírus.

Dessa maneira, após intensa discussão e ouvindo todos os segmentos, a diretoria da ACIV e parceiros, emitiram ofício à Prefeitura Municipal de Varginha com as seguintes sugestões:

I – Reabertura de todas as lojas do comércio de Varginha à partir desta segunda, dia 30 de março;
II – Horário de funcionamento das lojas do centro da cidade das 10h às 17h, para evitar aglomerações nos ônibus circulares;
III – Horário de funcionamento das lojas do Shopping das 12h às 20h, para evitar aglomerações nos ônibus circulares;
IV – Todas as lojas deverão seguir regras, limitando a quantidade de pessoas dentro das lojas e para isso haverá um cartaz na porta com o número de pessoas que poderão estar dentro do estabelecimento;
V – As pessoas dentro das lojas deverão ficar a um metro de distância uma da outra para manter-se em segurança;
VI – Todos os estabelecimentos comerciais deverão disponibilizar aos clientes e colaboradores o álcool gel para higienização ou local para lavar as mãos com água e sabão;
VII – Os restaurantes deverão acomodar as mesas e cadeiras respeitando a distância mínima de 1,5 metros entre as pessoas como medida de segurança;
VIII – Os comerciantes deverão liberar para ficar em casa, os colaboradores que estão no grupo de risco, ou seja, acima de 60 anos ou com doenças, inclusive resfriados;
IX – Todos os vendedores das lojas deverão usar máscaras para possibilitar proteção aos clientes que serão atendidos;
X – Caberá a ACIV divulgar que o comércio está aberto e que sigam as regras para o bom recebimento do cliente preservando a saúde;
XI – Caberá a Prefeitura de Varginha, através do setor de posturas, fiscalizar os estabelecimentos para ver se todos estão cumprindo as regras estabelecidas;
XII – O empresário deverá possibilitar o revezamento entre os funcionários, para evitar aglomerações;
XIII – Em uma semana o comitê se reunirá novamente para reavaliar se o comércio poderá voltar a funcionar em horário normal, permanecer com horário reduzido ou até mesmo voltar a ser fechado, dependendo dos números de evolução da doença;

A diretoria da ACIV procurou com isso, valorizar os comerciantes que precisam da sua renda para manter os seus negócios e os funcionários das lojas que estavam muito ansiosos com possíveis demissões em massa. Ao mesmo tempo procurou estipular regras para que a saúde das pessoas fosse preservada.

No dia 8 de abril, a diretoria da ACIV, juntamente com os parceiros se reunirão novamente com a Prefeitura de Varginha para reavaliar as medidas.

“Apesar de pedir essa reabertura para o prefeito em exercício, sabemos que existe um decreto do Governo do Estado que deverá ser revogado, entretanto, cabe a nós, nos posicionarmos nesse momento de grave crise, tentando sempre minimizar os impactos”, disse o presidente da ACIV, Anderson de Souza Martins.

Veja também

Acompanhe as melhores notícias diariamente aqui no Varginha Digital.
Informação com credibilidade sobre Varginha e região direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Clique aqui para receber as notícias pelo WhatsApp

Curta o Varginha Digital no Facebook e no Instagram
Voltar para a Página Inicial

1 COMENTÁRIO

  1. Decisão temerária, em momento em que ainda não se conhece o desenrolar do período de contaminação. Abre-se o comercio, abre -se a circulação para todas as cidades.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome