Empresas dos setores de fármaco e cosmético representam 70% dos empreendimentos do Porto Seco de Varginha

Publicidade

Cerca de 70% dos empreendimentos das 60 empresas instaladas no Porto Seco são dos segmentos de fármacos e cosméticos.

O Porto Seco de Varginha é considerado um dos principais centros integrados aduaneiros do Brasil, onde já foram investidos R$ 300 milhões por empreendedores e locatários, gerando até o momento 1 mil empregos diretos.

O faturamento de aproximadamente 60 empresas instaladas no Porto Seco é da ordem de R$ 8 bilhões somente neste ano, sendo que 70% dos empreendimentos integram os segmentos de fármacos e cosméticos, de acordo com o diretor comercial do Porto Seco Sul de Minas, Breno Nogueira Paiva. Empresas como Eudora (do grupo O Boticário), Eurofarma, Carestream, União Química, Biotronik, Cellera, entre outras, representam a ampliação dos negócios nesses setores.

A parceria entre a Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi), que integra a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), a prefeitura de Varginha e a iniciativa privada não somente atraiu investimentos nesses setores para o Sul de Minas como tem contribuído para o desenvolvimento econômico de Minas Gerais.

Atração de investimentos

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, o aumento de empresas de fármacos e medicamentos que se instalaram no Porto Seco Sul de Minas é resultado da gestão eficiente do governador Zema e também da adesão pioneira do município de Varginha às diretrizes do Decreto Estadual de Liberdade Econômica, documento que estabelece uma série de ações que potencializam o desenvolvimento econômico, criando um ambiente propício aos negócios.

Publicidade

“Em 33 meses do Governo Zema, o Indi conseguiu atrair mais de R$ 136 milhões em investimentos para Minas Gerais. O estado não pode ser um empecilho para os investimentos, pelo contrário tem que ser amigo de quem investe. Todo empreendedor é um empreendedor social porque ele gera emprego, paga imposto e é um bom indicativo de melhorias em diversas áreas, como saúde, segurança e educação”, salienta.

Diferenciais dos galpões

O diretor comercial do Porto Seco Sul de Minas enaltece o trabalho conjunto desenvolvido entre os empresários do Porto Seco e o Indi para atrair investimentos para Minas Gerais.  Segundo ele, um dos diferenciais do Porto Seco Sul de Minas diz respeito à estrutura dos galpões, total de cinco que se encontram instalados no condomínio.

“Eles são do tipo Triple A, com infraestrutura de ponta contendo pé direito de 12 metros livres, sistema de combate a incêndio com sprinkler classificação J4, piso concreto nivelado com capacidade para 6 toneladas por metro quadrado de ponto de apoio, e pelo menos uma doca a cada mil metros quadrados

Crescimento do Porto Seco

“Hoje, o condomínio Cit Log (onde fica o Porto Seco) conta com 104 mil metros quadrados onde se concentram cinco galpões prontos. Estamos construindo o sexto galpão, com duas fases de 14 mil metros cada uma, e estamos fazendo uma terraplanagem de 650 mil metros quadrados onde serão construídos futuramente 350 mil metros de galpão, o que soma um total de até 10 galpões que podem ser construídos sob demanda ou especulativo”, antecipa Breno Paiva, acrescentando que a ideia é triplicar o tamanho do Porto Seco Sul de Minas.


Veja mais OPORTUNIDADES neste link

Veja também

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga-nos no Google News

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui