Suspeito de matar comerciante em Varginha é preso no Pará

Publicidade

O suspeito de matar comerciante foi preso em Altamia, no Pará.

A Polícia Civil prendeu o último suspeito do latrocínio que vitimou o comerciante Valdir Giongo, em Varginha, em 2015. Aclébio Balbino de Oliveira Santos, de 37 anos, foi preso em Altamira, no Pará.

O comerciante foi morto dentro de casa com golpes de um pé de cabra em 2015. Em fevereiro a esposa da vítima, Maria Aparecida Maximiro dos Santos, de 35 anos, foi condenada a 25 anos de prisão em regime fechado, condenada por ser mandante do crime.

Além dela, Tiago Borges, também foi condenado e pegou 27 anos de prisão em regime fechado.

Entenda o caso

O comerciante Valdir Giongo, de 60 anos, também conhecido como “gaúcho”, era dono de uma churrascaria na cidade.

Publicidade

Na noite do crime, no dia 8 de agosto de 2015, a esposa disse que Giongo ligou para ela pedindo que deixasse a porta da sala destrancada, porque não havia levado a chave. O comerciante foi surpreendido pelos criminosos no momento em que abria o portão e foi agredido ainda dentro da garagem.

Na ocasião, a esposa do comerciante disse acreditar que o fato dele guardar dinheiro em casa tivesse atraído os criminosos e motivado o assassinato. Os criminosos levaram o carro do comerciante para fugir, que foi encontrado em seguida no bairro Canaã.

No dia 13, dois suspeitos tiveram a prisão preventiva decretada. Um deles foi detido logo em seguida. Quase duas semanas depois, no dia 19, a mulher de Giongo, que tem 35 anos, foi presa suspeita de participação no crime.


Veja também

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga-nos no Google News

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui