Varginha registra inflação em novembro

Publicidade

Varginha registra inflação de 0,93% em novembro, no período de doze meses a alta acumulada está em 1,76%.

O IMPC-Unis (Índice Municipal de Preços ao Consumidor), que mede a inflação geral em Varginha, apresentou alta de 0,93% no mês de novembro em comparação com outubro, resultado menor que na pesquisa anterior, quando o indicador atingiu 1,20%. No período de doze meses a alta acumulada está em 1,76%.

O IMPC-Unis é medido pelo Departamento de Pesquisa do Grupo Unis e pelo GEESUL baseando-se no levantamento dos preços de 5 grandes grupos de gastos: Alimentação, Habitação, Transporte, Educação e Comunicação, divididos em 11 subgrupos e 44 itens que totalizam 503 preços coletados.

Publicidade

Em novembro, o grupo alimentação foi novamente o que apresentou maior alta (2,71%). Destaques de elevação nos preços médios da batata (65,05%), feijão carioquinha (21,54%) e óleo de soja (12,12%) explicados em razão da menor oferta destes produtos devido à entressafra, queda de produtividade e incertezas quanto à próxima safra. As quedas mais consideráveis ocorreram com o tomate (-7,43%), farinha de trigo (-4,73%) e macarrão (-4,31%), devido à maior oferta e disponibilidade dos produtos e de suas matérias-primas.

O grupo habitação teve queda de -0,06%, sendo destaque de alta os produtos de higiene pessoal (1,32%) e de baixa os itens de limpeza em geral da residência (-0,30%) e energia elétrica (-0,06%).

No grupo transporte ocorreu queda de -0,14%, após meses de elevação. Neste grupo apenas o etanol apresentou alta de 0,26%, enquanto o diesel teve diminuição média de -0,61%.

Os grupos comunicação e educação ficaram mais uma vez estáveis. Neste mês ficou evidenciado o impacto da dinâmica dos preços dos alimentos no resultado da inflação em Varginha. A entressafra de alguns produtos, a diminuição de produtividade, questões relacionadas ao clima e a demanda interna e externa são fatores que explicam esse comportamento conforme previsto em nosso último relatório. Até o momento da publicação do IMPC, o IBGE ainda não tinha divulgado o resultado da inflação oficial do Brasil no mês de novembro. Porém, a prévia do indicador nacional (IPCA-15) apresentou elevação de 0,33% com destaque para alta no grupo de alimentação, o que aproxima o resultado de Varginha da realidade nacional.

Publicidade

No curto prazo não deve haver grandes alterações no comportamento do índice, esperamos a continuidade da alta tendo em vista a entressafra, a demanda externa, os fatores climáticos e a chegada do período de reajustes de alguns contratos como no caso das mensalidades escolares.

Confira a pesquisa completa clicando aqui.

Publicidade