Em final marcada pelo duelo Lionel Messi x Mbappé, craques de distintas gerações, Argentina conquista o tricampeonato mundial

Por Rhafael Almendanha

Nem o melhor roteirista de Hollywood imaginaria uma final de Copa do Mundo com esse enredo digno de todas as estatuetas do Oscar. A partida entre Argentina x França foi marcada por inúmeras reviravoltas, que só o futebol é capaz de proporcionar.

Publicidade

Em um primeiro tempo onde a seleção Argentina disputava toda bola como se fosse a última, posicionada taticamente de maneira impecável, foi possível imaginar que finalmente Lionel Messi levantaria a taça de campeão mundial que tanto buscava em sua carreira, afinal com a vantagem de 2×0, e com uma seleção francesa apática e sem poder de reação, a vitória argentina parecia ser apenas uma questão de tempo.

E esse roteiro seguiria até os 15 minutos do segundo tempo, quando finalmente o craque Francês Mbappé conseguiu a primeira finalização de sua seleção em toda a partida, foi a partir desse momento que enfim a França entrou no jogo.

Foi então que o esperado duelo dos craques Lionel Messi x Mbappé entrou em ação, como se fosse um estalar de dedos, a campeã da copa de 2018 conseguiu em menos de cinco minutos empatar a partida, levando o jogo para prorrogação, com uma atuação de gala do seu maior craque até então.

Com o jogo já na prorrogação, a busca incessante das duas equipes pelo tricampeonato mundial continuava de maneira frenética, Lionel Messi vê a bola se oferecer, como quem dizia: Craque, essa história tem que ser finalizada por você!

Com Lionel Messi marcando o terceiro gol, novamente a Argentina colocava a mão na taça, mas em um duelo de craques, somente os pênaltis seriam capazes de decretar um vencedor, até porque Mbappé empatava novamente a partida em 3×3, deixando claro que esse duelo de distintas gerações não seria resolvido em jogo com bola rolando.

Publicidade

Entretanto, como o futebol depende sempre do jogo coletivo, os dois craques contavam com a ajuda de seus companheiros, foi aí que surgiu o goleiro Martínez. Ele que já havia feito a defesa do jogo, no ultimo minuto de bola rolando, defendendo com os pés uma finalização cara a cara da frente o atacante francês, já durante as cobranças de pênaltis, cresceu embaixo das traves, se consagrando, definindo assim a tão sonhada vitória argentina.

E claro que o futebol, que não é bobo nem nada, depois de extrair durante toda a partida, o incrível talento de Lionel Messi, um dos maiores jogadores de todos os tempos, enfim acertava as contas com o craque argentino, o eternizando ao erguer a taça e comemorar junto de seus companheiros, o tão sonhado tricampeonato mundial da seleção argentina.

Sobre Rhafael Almendanha

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Lavras, Rhafael Almendanha é pós-graduando em futebol pela Universidade Federal de Viçosa e analista de desempenho no futebol.

Atua nas diversas áreas da Educação Física, realiza análise de jogos de futebol para atletas e clubes de formação. presta consultoria presencial e online, atende como personal soccer, personal trainer e instrutor de esportes e lazer em aulas de treinamento funcional ao ar livre.

Publicidade

É um bom mineiro de Cristina Sul de Minas, focado em sua profissão e apaixonado por futebol.

Veja mais notícias no Varginha Digital