Governo de MG recorre para não pagar os professores no 5º dia útil

Foto: Euler Junior EM DA Press

Governo de Minas tentar reverter uma liminar.

O governo de Minas ingressou com recurso junto ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais para derrubar a decisão que obriga o estado a pagar os salários dos servidores da educação até o 5º dia útil de cada mês. Veja a matéria completa sobre o assunto aqui.

De acordo com o AGE, o estado recorreu porque não existe a possibilidade de cumprir a liminar porque os recursos em caixa não permitem.

A liminar atendeu a uma solicitação do Sind-Ute, que afirma que as parcelas de R$ 3 mil, do escalonamento foram mantidas somente para os servidores da segurança e da Rede da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig). Essa diferenciação foi usada como argumento pelo sindicato da educação na ação em que pediram o pagamento integral.

O Sind-Ute alegou que o estado adota o parcelamento desde janeiro de 2016 e não tem cumprido o cronograma de pagamento. Afirmou, ainda, que já se passaram mais de dois anos e o governo não adotou medidas urgentes para regularizar a situação de total desrespeito com os servidores, que dependem da remuneração para o sustento próprio e de seus familiares.

Confira mais Notícias.

Acompanhe as notícias também pelo Facebook e Instagram do Varginha Digital.

Gostaria de receber as notícias do Varginha Digital no seu Whatsapp? Envie uma mensagem para (35) 9 9130-0597 ou clique neste link

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome