Greve: tanqueiros ameaçam paralisação nacional se preço do diesel não reduzir em 30 dias

Publicidade

Há a possibilidade de os tanqueiros realizarem paralisação nacional em 30 dias.

O presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque) anunciou, após assembleia nesta sexta-feira, 13, que os tanqueiros farão paralisação nacional em 30 dias se não houver sinalização de redução do preço do diesel. O reajuste de 8,87% no valor do combustível foi anunciado nesta semana pela Petrobras.

Também participaram da assembleia entidades de tanqueiros de outros estados, como São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

O presidente do Sindtanque, Irani Gomes, afirmou que a estatal tem 30 dias para se explicar, mudar a política de preços e garantir a redução do diesel. Prazo igual é dado para que os governos de Minas e Federal se posicionem.

Para o governo de Minas Gerais a demanda é redução do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Já em relação à União, a demanda é para a apresentação de alguma proposta para reduzir o preço dos combustíveis.

Publicidade

“Se não houver nenhuma ação do Governo Federal, do governo estadual e da Petrobras em fazer uma redução (do preço do diesel), a categoria pode cruzar os braços nacionalmente”, afirmou o presidente do Sinditanque.

Com informações Hoje em Dia.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga o Varginha Digital no

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui