Hospital Bom Pastor é beneficiado com o Programa de Eficiência Energética da Cemig

Equipamentos Cemig
Autoclaves. Foto: Cemig

Com a iniciativa, a Cemig busca contribuir para que instituições, como o Hospital Bom Pastor, reduzam a parcela do orçamento destinada à conta de energia.

O Hospital do Bom Pastor é uma das instituições médicas do Sul de Minas beneficiadas pelo Programa de Eficiência Energética, que prevê a substituição de equipamentos por outros mais eficientes.

No Sul de Minas, o programa entregou 15 secadoras de roupa, 20 autoclaves, 11 focos cirúrgicos e também investiu na  substituição de  cerca de 1.784  pontos de  iluminação por LED. Com essas melhorias, a Cemig investiu aproximadamente R$ 4,3 milhões em quinze hospitais da região.

Além de Varginha foram contempladas instituições nas cidades de Três Pontas, Baependi, Nepomuceno, Três Corações, Passa Quatro, Caxambu, Pouso Alegre, Ouro Fino, Alfenas, Santa Rita do Sapucaí, Itajubá, Perdões e Cristais.

As  novas secadoras oferecem mais agilidade aos processos hospitalares e auxiliam na redução do consumo de energia, conforme afirma o engenheiro de eficiência energética da Cemig, Fernando Queiroz.

“Esse modelo de secadora é desenvolvido com tecnologias capazes de evitar o superaquecimento, característica fundamental para a conservação das roupas e, principalmente, para a segurança dos profissionais da saúde”, explica.

Já as novas autoclaves garantem mais segurança no processo de esterilização e também contribuem para a redução do consumo de energia. “A autoclave é um aparelho dotado de recipiente hermeticamente fechado, cujo interior atinge altas temperaturas. Esse equipamento é utilizado para esterilizar artigos por meio de calor úmido sob pressão”,  afirmou o engenheiro.

Ainda de acordo com o engenheiro de Eficiência Energética, os novos focos cirúrgicos – lâmpadas utilizadas em procedimentos de alta complexidade,  com tecnologia LED, oferecem condições mais favoráveis para a acuidade visual e nitidez dentro dos centros cirúrgicos. “Essa característica pode ampliar até mesmo a gama de cirurgias realizadas em um hospital. A falta de focos cirúrgicos com essas propriedades pode resultar na transferência de procedimentos para outras instituições”, explicou Queiroz.

Com a iniciativa, a Cemig busca  contribuir para que os hospitais reduzam a parcela do orçamento destinada à conta de energia, ainda mais nesse momento em que cada recurso economizado tornou-se fundamental. Assim as instituições conseguem destinar mais investimentos para outras demandas, incluindo aquelas referentes ao combate da pandemia.


Veja também

Siga-nos nas Redes Sociais

Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!


DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome