Julgamento ocorrido na tarde de ontem (06) mantém condenação de Bruno.

Os Desembargadores mantiveram a condenação de Bruno e de Fernanda Castro no caso Eliza Samudio em um julgamento que ocorreu na tarde desta quarta-feira (06).

O Goleiro Bruno foi condenado a 20 anos e nove meses de prisão pela morte de Eliza Samudio. Fernanda Castro, que era namorada de Bruno, foi condenada a três anos de prisão, mas a pena foi substituída por prestação pecuniária e de serviços à comunidade.

O julgamento de embargos infringente foi realizado em Belo Horizonte na tarde desta quarta-feira (06/06). A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve, por 4 votos a 1, as condenações de Bruno Fernandes e Fernanda Castro no processo pela morte de Eliza Samudio. Os dois advogados de defesa afirmaram que vão recorrer.

O advogado de defesa de Bruno, Fábio Gama, pediu a anulação do julgamento do goleiro e questionou a validade da certidão de óbito de Eliza Samudio. O defensor alegou nos embargos infringentes que o voto vencido dado por um desembargador estava correto.

Bruno continua cumprindo pena no Presídio de Varginha, onde se encontra desde 2017. Ele chegou a ter autorizações para prestar serviços no Corpo de Bombeiros de Varginha mas foi dispensado, pois a corporação informou que não havia mais a necessidade de seus serviços.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome