Tarifa Social da Copasa: famílias com CadÚnico desatualizado podem perder benefício

A Tarifa Social da Copasa pode ser suspensa a partir de dezembro de 2022.

As famílias inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal (CadÚnico) e que estão com os dados desatualizados podem perder direito ao benefício da Tarifa Social da Copasa. O benefício poderá ser suspenso em dezembro de 2022.

Publicidade

De acordo com a companhia, recebem o benefício famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa. Ao todo 682.456 casas no estado têm tarifa social. A redução é de até 50% no valor da conta de água e esgoto.

O benefício é calculado pela utilização do serviço, seja, quanto menor for o consumo de água, maior será o desconto. A redução é limitada a até 20 mil litros. 

Como ter acesso à Tarifa Social

Para solicitar o benefício da tarifa social, o interessado deve procurar o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). É feita então para inscrição ou atualização do cadastro no CadUnico. Em seguida será fornecido um documento chamado “Folha Resumo”. 

O cliente deve entrar em contato com a Copasa, por meio de um dos canais de relacionamento com o cliente. Documentos necessários:

“Folha Resumo”
CPF
Conta atual do imóvel

Publicidade

Após análise da documentação o desconto vale já na próxima conta.

Critérios

  1. A unidade classificada como residencial;
  2. A família cadastrada Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e com registro atualizado dentro dos últimos dois anos;
  3. Renda mensal por pessoa menor ou igual a meio salário mínimo vigente no país. O benefício é limitado a uma única unidade usuária por código familiar do CadÚnico.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Publicidade