Atraso nas obras de revitalização do centro é tema de debate

revitalização do centro de varginha

Comerciantes falam do impacto das obras de vitalização em reunião com o secretário municipal de planejamento urbano.

Em reunião realizada na manhã da última sexta-feira, 22, comerciantes de Varginha mostraram seu descontentamento com o atraso nas obras de revitalização do centro, em especial do trecho da avenida Presidente Antônio Carlos.

Estiveram presentes para conversar com os comerciantes o engenheiro da secretaria de obras, Marcelo Itamar Bocoli e o secretário municipal de planejamento urbano, José Manoel Magalhães. Representantes da empresa responsável pela obra também foram convidados, mas não compareceram.

De acordo com Anderson de Souza Martins, presidente da Aciv, a revitalização é um projeto que a ACIV vem pleiteando há muitos anos junto à Prefeitura Municipal. “Recebemos com muita alegria quando anunciado, porém os comerciantes do atual trecho onde as obras se encontram estão passando por muitos problemas e o principal deles é o atraso nas obras”, ressalta Anderson. “Estamos em contato constante com o secretário de planejamento, seja por telefone, por ofícios e até mesmo por WhatsApp, sempre buscando respostas para as solicitações dos empresários”, completa o presidente.

A empresária Marly Silva, proprietária do Supermercado Oba Oba, falou dos problemas que tem enfrentado devido as obras. “Queria deixar claro que não sou contra o projeto, eu sou contra a maneira que está sendo executado. Já se passaram 46 dias e o projeto inicial era para 60 dias, o que eu já acho um absurdo. Essa obra tinha que estar sendo feita aos sábados, domingos e feriados, de dia e de noite. Conversei com o Fernando, proprietário da empresa que está executando as obras e ele me disse que não era possível, pois o Ministério do Trabalho não permitia, fui até o Ministério e isso não procede, todo mundo pode trabalhar desde que se pague legalmente”, falou.

Além do desconforto tanto aos clientes, quanto aos empresários, a empresária afirma ainda que as obras já estão causando demissão no comércio “Eu tinha três funcionários em contrato de experiência e dispensei todos eles, porque significa para mim uma grande economia no mês, pois as contas não param de chegar”, concluiu.

Os comerciantes presentes reclamaram ainda da falta de vagas para estacionar, planejamento para as datas comemorativas, qualidade das obras e do material que está sendo utilizado, banheiros públicos e também de diversos acidentes que estão acontecendo com os pedestres circulam nos trechos das obras.

“Na questão do estacionamento, toda a parte do centro que está passando por revitalização, até o Jardim dos Sapos, se tornará uma Zona Cultural trazendo benefícios especiais para pessoas que investirem em estacionamentos particulares nessas áreas, afirmou o secretário Quanto aos banheiros públicos, o secretário destacou que os únicos disponíveis estão na praça da fonte e que não sabe onde é possível colocar mais banheiros, mas que todas as sugestões são bem-vindas”, afirmou o secretário José Manoel Magalhães.

Com relação as datas sazonais (Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal), José Manoel disse que desde o início da revitalização, as obras têm parado nestas datas para não prejudicar a venda no comércio e que o plano seguirá com o cronograma, parando as obras durante essas datas de grande movimento no comércio.

O secretário falou ainda sobre os atrasos nas obras. “Nós havíamos programado a obra para seis semanas, tivemos algumas interferências que não contávamos, uma delas foi o período de duas semanas de muita chuva, eu gostaria muito que os representantes da empresa estivessem presentes e que eles falassem sobre essas interferência. Mandamos mais de dez e-mails notificando a empresa para que ela colocasse mais funcionários e trabalhassem a noite e finais de semana, mas o retorno que tivemos é que não era possível devido a problemas com o Sindicato e Ministério do Trabalho. O que nós conseguimos deles, nesta quarta-feira, é que na próxima semana, duas equipes maiores estará trabalhando no centro e acredito que isso vai se cumprir”, finalizou.

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome