Escolas particulares suspendem aulas presenciais em Varginha

Sala de Aula
Sala de aula vazia. Foto ilustrativa
Publicidade

Algumas escolas particulares chegaram a iniciar as aulas presenciais, mas recuaram da decisão.

As escolas particulares de Varginha receberam autorização para o retorno das aulas presenciais no sistema híbrido desde o início de março. Com a autorização, as escolas se adaptaram, seguindo as normas da vigilância sanitária de Varginha e dos decretos municipais para poder receber os alunos.

Algumas escolas iniciaram as atividades, mas o aumento do número de pessoas infectadas pelo COVID 19 e de mortes, além da entrada de todo o Estado na onda roxa, motivaram as instituições de ensino a reverem seus planos.

Publicidade

De acordo com o apurado pelo Varginha Digital, as escolas Alpha, Batista, Marista, Master, Sesi e Unis (todas as unidades do estado) iniciaram as atividades em sistema híbrido (veja como funciona abaixo) e recuaram, suspendendo as aulas.

Já os colégios Ágape, Inova, Master e Santos Anjos voltaram com as aulas presenciais e seguirão assim, conforme programado.

Outras instituições de ensino, como o Colégio Logos, estão com estrutura física adequada e dentro das normas e protocolos sanitários estabelecidos em decretos municipais, mas mesmo assim, com o atual cenário da doença, decidiram adiar o retorno das aulas presenciais. “Devido ao momento que estamos vivendo, a direção do colégio achou melhor aguardar mais um pouco para o retorno das aulas. Também estamos aguardando o posicionamento dos órgãos governamentais sobre esta questão para definirmos uma data de retorno”, explica Débora Ribeiro, diretora pedagógica do Logos.

Veja os pronunciamentos de algumas escolas

Colégio Marista

A equipe do Varginha Digital entrou em contato com a assessoria de imprensa do Colégio Marista e recebeu a seguinte informação: “Com a mudança do estado para a bandeira roxa, com mais restrições, que passam a vigorar nesta quarta-feira (17), o Colégio Marista Varginha volta ao modelo exclusivamente online a partir desta quinta-feira (18)”.

Colégio Batista

O Colégio Batista retornou com as aulas na segunda-feira, 15, mas retrocedeu e decidiu manter o sistema online. A escola divulgou, nesta quarta-feira, 17, nota sobre o assunto, nas suas redes sociais:

Pode ser uma imagem de texto

Colégio Ágape

Já o Colégio Ágape teve o retorno no dia 8 de março, seguindo todos os protocolos estabelecidos pela Vigilância Sanitária de Varginha. Os alunos tiveram a primeira semana presencial sem problemas, agora todos terão duas semanas de aulas online, seguindo o sistema híbrido. O Varginha Digital entrou em contato com a escola para saber se a instituição manteria o sistema e recebeu a informação que o conselho do colégio vai se reunir com o departamento jurídico para definir esta questão.

Colégio dos Santos Anjos

Outra instituição que optou por manter retorno das aulas é o Colégio Santos Anjos. Na terça-feira, 16, foi divulgada a seguinte informação nas suas redes sociais:

“SOBRE A ONDA ROXA – A Direção do Colégio dos Santos Anjos, Unidade Varginha – MG, informa que de acordo com o pronunciamento do Prefeito Vérdi Lúcio Melo, na tarde desta terça-feira, 16/3, sobre a não adesão de Varginha à “Onda Roxa”, as aulas presenciais/híbridas serão mantidas. Qualquer alteração sobre a atual decisão será informada pelos canais Oficiais do Colégio dos Santos Anjos.

O que diz o Sinpro

O Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais – Sinpro Minas afirmou ao Varginha Digital que conquistou uma liminar, através do TJMG, que proíbe o retorno às aulas presenciais em todo o estado de Minas, exceto Juiz de Fora.

“Já peticionamos contra o município de Varginha por descumprimento à liminar e repudiamos a atitude irresponsável do prefeito municipal em ceder à pauta econômica em detrimento das vidas dos professores, alunos e toda a comunidade escolar permitindo o retorno às aulas presenciais sem a vacinação dos profissionais da educação e sem segurança quando o estado de Minas enfrenta o pior momento da pandemia e quando Varginha encontra-se com 94.44% de seus leitos de UTI para Covid ocupados e 77,78% para outras doenças também ocupados. Lutaremos incansavelmente para preservar a vida dos professores, alunos e seus familiares”, afirma a diretora do Sinpro Varginha, Mônica Junqueira Cardoso.

Rede municipal

Na coletiva de imprensa, no dia 16 de março, o Prefeito Vérdi Lúcio Melo afirmou que até então, fica mantido o decreto autorizando a volta das atividades presenciais nas escolas municipais em 5 de abril. “Estamos praticamente preparados para o retorno no sistema híbrido”, explicou o prefeito.

O prefeito disse que se na véspera da voltas das aulas na rede municipal a curva de casos de Covid-19 estiver razoável, vai manter o plano, caso contrário poderá adiar novamente.

Rede Estadual

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) determinou, nesta quinta-feira, 18, que todas as escolas da rede estadual em localidades inseridas na onda roxa do Plano Minas Consciente devem permanecer fechadas, sem atendimento presencial à comunidade e funcionamento interno.


Novos Caminhos: plataforma oferecerá curso de especialização para professores

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.
Varginha em um clique!


Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome