Com 50% de ocupação do CTI Covid, novo decreto flexibiliza atividades em Varginha

Publicidade

O novo decreto será publicado nesta sexta-feira, 30 de julho, e tem validade até 30 de setembro.

Um novo decreto, que será publicado nesta sexta-feira, 30, vai flexibilizar as atividades de todos os setores de Varginha. Com validade até 30 de setembro, o documento foi criado após reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID-19).

As novas deliberações autorizam o funcionamento de todos os setores econômicos de Varginha, sem restrição de horários, mas mantém a obrigatoriedade de seguir os protocolos sanitários definidos em decretos anteriores. A decisão considerou ocupação dos leitos CTI Covid está em 50% em Varginha.

“Estamos no nosso melhor momento de combate à Covid, que no sábado, 31, completa 500 dias”, afirmou o Superintendente de Enfrentamento à Covid-19, Luiz Carlos Coelho.

De acordo com Coelho, ainda há casos de contaminação, mas em número reduzido e com média móvel de mortes caindo também. Até o fechamento desta matéria a cidade contabiliza 16.297 casos positivos e 319 mortes.

Publicidade

A redução da contaminação é creditada à vacinação. A semana deve ser fechada com o encerramento da imunização em profissionais que atuam na indústria e caminhoneiros, além atender pessoas com 39 anos.

Na próxima semana a vacinação será exclusivamente por idade e a meta é vacinar com a primeira dose todos os varginhenses de 18 anos ou mais até o final de setembro. Até o final do ano toda a população de Varginha terá recebido a segunda dose.

Sobre as atividades econômicas na cidade, Vérdi afirmou que o bom cenário possibilita a flexibilização, sem restrição de horários seguindo todos os protocolos sanitários, inclusive com o uso de máscara, que continua obrigatório e passível de multa, em caso de descumprimento.

Os eventos também serão liberados, seguindo os protocolos, mas com uma nova determinação: locais abertos terão permissão para receber 50% da capacidade, limitando a 600 pessoas no ambiente. Já locais fechados poderão receber 40% da capacidade, limitando a 300 pessoas.

Os eventos públicos deverão passar pela avaliação da Vigilância Sanitária, que determinará protocolos específicos de acordo com cada situação. As igrejas poderão receber 50% dos fiéis e os protocolos sanitários continuarão os mesmos.

As escolas municipais retornam com as aulas presenciais na segunda-feira, dia 2, no sistema de revezamento: turma A na primeira semana, turma B na segunda, turma A na terceira e assim sucessivamente. A volta não é obrigatória e os pais podem escolher se mandam os filhos ou os mantêm na modalidade online.

Confira o decreto completo aqui.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui