Investigador da Polícia Civil de Varginha é afastado durante terceira fase da operação Conto do Vigário

Publicidade

O objetivo da Operação Conto do Vigário é desarticular um esquema criminoso na prática de estelionato em Varginha e região.

Um investigador da Polícia Civil de Varginha foi afastado na terça-feira, 19, após cumprimento de mandado durante terceira fase da operação Conto do Vigário. Ele teria se passado por um fiscal de obra do município e foi reconhecido pela vítima.

A ação é o desdobramento das investigações para desarticular um esquema criminoso na prática de estelionato em Varginha e região. Quatro denúncias já foram oferecidas contra seis pessoas pela prática de mais de dez crimes, dentre eles estelionato, associação criminosa, receptação e fraude processual.

Dois investigados, já denunciados, seguem presos. As investigações continuam em relação a outros crimes de estelionato e lavagem de dinheiro.

A Operação Conto do Vigário é uma ação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Varginha e da 2ª Promotoria Criminal de Varginha, com apoio das Polícias Civil e Militar.

Publicidade

Como era o esquema de estelionato

De acordo com as informações divulgadas em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 20, em Varginha, durante a ação criminosa um homem se passava por um assessor parlamentar, dizendo que tinha um deputado estadual que viria na região para investir no ramo imobiliário.

O nome do laranja foi sendo alterado e a cada alteração, o suposto assessor do deputado pedia uma comissão. “O imóvel, que custava R$ 400 mil, chegou a R$ 600 mil. A vitima pagava essa comissão antecipada, mas essa compra e venda nunca foi registrada. Esse imóvel se encontrava com impedimento de documentos. Nesse golpe, três pessoas se envolveram como fiscais da prefeitura para liberar o documento de habitação”, explicou o delegado da Polícia Civil, Pedro Paulo.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui