Mulher é presa por maus-tratos contra um cachorro em Varginha

Publicidade

A mulher presa por maus-tratos alegou que cachorro estava doente e latia muito.

Uma mulher foi presa nesta sexta-feira, 22, por maus-tratos contra um cachorro em Varginha. Ela alegou que  o cão estava doente e latia muito, e teria oferecido maço de cigarro para um homem jogar o cão em ribeirão.

A ativista que salvou o animal e denunciou o caso disse, em entrevista ao G1 Sul de Minas, que conversou com a mulher antes de acionar a polícia para prendê-la.

De acordo com a ativista do direito dos animais, a auxiliar administrativa Júlia Sudério, a mulher presa falou que o cachorro estava doente, latindo muito, estava incomodando os vizinhos, que estavam reclamando com ela. A única solução que ela encontrou foi pedir para o rapaz jogar ele no ribeirão.

O cão cachorro foi encontrado com as patas amarradas e com fita em volta do focinho e aparentava não ser alimentado há dias. Após ser resgatado recebeu cuidados veterinários.

Publicidade

O cachorro recebeu o nome de Sansão, em homenagem à Lei 1.095/2019,que protege os animais e está e vigor desde o ano passado. E Sansão já foi adotado e deve ir para casa nova assim tiver alta do veterinário.

A Polícia Civil, assim que acionada e adotou todas as providências legais cabíveis inicialmente na delegacia de plantão, onde a suspeita, de 62 anos, foi ouvida. Ela teve a prisão em flagrante ratificada por maus-tratos e foi encaminhada ao sistema prisional.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui