Operação Escaravelho fiscaliza empresas no setor de metais em Varginha

Publicidade

Durante a Operação Escaravelho foram cumpridos mandados de prisão.

Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira, 30, a Operação Escaravelho, que tem como alvo a fiscalização tributária de empresas e pessoas físicas que atuam no ramo de metais e sucatas em Varginha. Foram cumpridos mandados de prisão.

Onze empresas estão sendo fiscalizadas administrativamente pela Receita Estadual de Varginha, cujo foco é analisar possíveis irregularidades tributárias.

A Polícia Militar, cumpre quatro mandados de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário de Varginha em locais em que a atividade de comércio de sucata é desenvolvida de forma clandestina, contando com o apoio da Vigilância Sanitária Municipal e Setor de Posturas do Município de Varginha.

Já a Polícia Civil, cumpre oito mandados de prisão preventiva contra pessoas dedicadas à prática incessante de furtos de fio de cobre, além de ordens judiciais de suspensão de atividades econômicas impostas para determinadas empresas que foram expedidas pelo Poder Judiciário de Varginha.

Publicidade

A operação foi criada diante do aumento de número de furtos de fios de cobre no Município de Varginha, que no ano de
2022 representou cerca de 30% das respectivas ocorrências policiais, traduzindo um verdadeiro problema social que atinge a prestação de serviços públicos em postos de saúde, hospitais, escolas, fornecimento de água e energia elétrica, além de problemas no trânsito e o prejuízo causado ao patrimônio de particulares.

A Operação Escaravelho é resultado de uma Força-Tarefa constituída pelo Ministério Público, por meio da Coordenadoria Regional de Defesa da Ordem Econômica e Tributária de Varginha (CAOET VAR), Receita Estadual, Polícia Militar e Polícia Civil, órgãos que compõem a Regional do CIRA (Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos), em Varginha.

Contou com participação de 12 servidores da Receita Estadual, 25 Policiais Militares, 2 Delegados, 10 servidores da Polícia Civil, 2 Promotores de Justiça, 2 servidores do Ministério Público, além do apoio de 4 servidores do Setor de Vigilância Sanitária e 4 servidores do Setor de Postura de Varginha.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui