Operação Saruman: Polícia Federal investiga gerente da Caixa por suspeita de extorsão

Operação da PF
Polícia Federal realiza operação no Sul de Minas

Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Varginha e Belo Horizonte, nesta terça (12), na Operação Saruman da PF. Homem teria recebido R$ 1 milhão em propina.

A Polícia Federal de Minas Gerais realizou, na manhã desta terça-feira (12), a Operação Saruman, que visa desarticular a atuação de um gerente da Caixa Econômica Federal suspeito de extorsão. Só de uma empresa de segurança privada, ele teria recebido cerca de R$ 1 milhão como propina.

A Caixa informou em nota que abriu procedimentos internos para apurar o caso e que colabora de “forma irrestrita com as investigações”.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão pela PF, sendo um em Varginha e os outros dois em Belo Horizonte.

De acordo com as investigações, o gerente é fiscal de contrato e estaria extorquindo dinheiro de empresa de segurança privada contratada pelo banco para atuar em agências do estado, exigindo vantagens de empresários.

O responsável pelas investigações, o delegado Rodrigo Morais, diz que a suspeita é que o gerente elaborava editais de licitação, realizava a contratação e a posterior fiscalização dos serviços. Ele também é suspeito de falsificar guias de recolhimento de FGTS para possibilitar o pagamento das propinas.

A Operação Saruman conta com o apoio da Corregedoria da Caixa Econômica Federal. O inquérito apura também se mais empresas foram vítimas de extorsão e se outras pessoas estariam envolvidas no esquema.

O delegado Morais afirmou ainda que o gerente será indiciado pelo crime de concussão, com pena prevista de 2 a 8 anos de prisão.

Leia a nota da Caixa na íntegra:

“A Caixa informa que adotou os procedimentos para apuração interna dos fatos, fato gerador de processo disciplinar e civil, e que atuou junto à Polícia Federal, o que culminou na operação. O banco ressalta que está em contato permanente com as autoridades policiais, colaborando de forma irrestrita com as investigações.”

Com informações do site G1 sul de Minas

Voltar para a Página Inicial | Curta o Varginha Digital no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome