Prefeitura faz manutenção em luminárias do Jardim do Sapo em Varginha

A Prefeitura de Varginha está fazendo manutenção das luminárias da Praça Dom Pedro II, o Jardim do Sapo.

A prefeitura de Varginha, por meio do Setor responsável pela iluminação pública, executou esse mês a manutenção das luminárias ornamentais que constituem o patrimônio publico da Praça Dom Pedro II, (mais conhecida por Jardim do Sapo).

Publicidade

A cada 2 anos são retiradas e realizadas a limpeza das luminárias, e realizada análise da luminosidade das lâmpadas com o uso do equipamento luximetro, que mede a quantidade de luminosidade por m².

Chama a atenção que desde o projeto e instalação do conjunto das 22 luminárias, há 5 anos, nenhuma delas queimou ou foram danificadas.

As lâmpadas são de led e potência de 65 w com temperatura de cor de 2700 K, tipo branca quente, para manter o ambiente bucólico do local.

Vandalismo

Entretanto observou- se que vândalos picharam o teto do belíssimo coreto ali instalado, destacado pela lâmpada de led branca fria, que contrasta o local, expondo o prejuízo a cultura, patrimônio e o conforto da população que frequenta um dos mais belos locais de Varginha.

Publicidade

Praça Dom Pedro II | Antiga Praça do Pretório | Jardim do Sapo

Homologação do Tombamento: 03 de março de 2000

Importante ponto de encontro de várias gerações, sobretudo quando a Igreja Matriz ainda estava voltada para o antigo núcleo urbano, a Praça Dom Pedro II foi um dos primeiros recantos de lazer da cidade.

Por volta de 1910, com a intensa religiosidade da cidade, a praça era utilizada como celebração de um dos passos da Via Sacra. Foi na administração do prefeito Major Evaristo Soares que Varginha começou a ganhar ares mais modernos.

Em 1915, a praça foi então totalmente remodelada, com a inauguração de um belo jardim com coreto, retirada do pretório e a colocação de grades em toda a sua volta. Havia também um pequeno lago, com presença de muitos sapos, dando origem ao cognome, carinhosamente utilizado até hoje (Jardim do Sapo).

Publicidade

Hoje, as grades e o lago não mais existem, mas a praça continua tendo um importante papel na malha urbana. As árvores de grande porte, gerando grandes áreas de sombra, forração agradável e variada e os postes de iluminação em ferro garantem a tranquilidade e o caráter aprazível do local.

O coreto, embora não original, também ajuda a compor esse recanto. Em diversas ocasiões, até os anos 80, o coreto da Praça Dom Pedro II recebeu seresteiros da cidade.

Um detalhe importante neste local é que os imóveis do entorno não interferem na visibilidade da praça, pelo contrário, com exceção de um edifício de apartamentos, a grande maioria dos imóveis foi construída até a década de 1960, mantendo o mesmo gabarito e escala. A Praça passou por obras de reforma no final da década 1970 e nos anos 2000.