Prefeitura de Varginha recebe denúncias de funcionamento irregular no comércio na cidade

Comércio
Foto: redes sociais

De acordo com a prefeitura, alguns estabelecimentos têm funcionado de forma irregular, fora dos padrões determinados no decreto que permitiu a reabertura do comércio de Varginha.

A Prefeitura de Varginha tem recebido denúncias sobre funcionamento irregular do comércio na cidade. Os estabelecimentos estariam operando fora dos padrões estabelecidos no decreto municipal que permitiu a reabertura dos locais. Por conta disso, a administração municipal promete intensificar as fiscalizações.

As ações serão fiscalizadas pela prefeitura e também pela Guarda Civil, para flagrar as possíveis irregularidades que estão sendo denunciadas. Nos últimos dias, flagrantes de aglomeração de pessoas com música alta e bebidas alcoólicas também ocorreram, o que também fez as atenções da administração municipal ficarem voltadas a este tipo de ato.

Questionadas pela reportagem, prefeitura e Guarda Civil não revelaram o número de denúncias que foram feitas, mas destacaram que a quantidade tem aumentado nos últimos dias.

Regras para o funcionamento

Conforme decreto publicado em abril que autorizou a reabertura no dia 20 daquele mês, para que possam abrir as portas, os estabelecimentos comerciais devem seguir série de normas de higiene e controle de público. Em relação à higiene, é necessário fornecer máscaras e álcool em gel (ou álcool líquido 70%) ou água corrente e sabão para todos os funcionários ou terceirizados.

Além disso, é necessário disponibilizar álcool em gel ou álcool líquido 70% ou água corrente e sabão para todos os clientes e demais pessoas que acessarem as lojas, fábricas, guichês, caixas ou demais setores do estabelecimento.

É preciso também controlar o acesso ao estabelecimento e seguir normas de distanciamento entre as pessoas. Nas filas, por exemplo, o distanciamento entre as pessoas deverá ser de dois metros. Está proibido o atendimento para pessoas que estiverem sem máscaras.

Ainda em relação ao controle de acesso, cada pessoas que for ao estabelecimento deve, preferencialmente, ter a temperatura testada por meio de aparelho sem contato. O decreto recomenda que pessoas que apresentarem febre não sejam atendidas.

Os estabelecimentos têm a obrigatoriedade de fixação de cartazes nas portas das lojas para informar o número de pessoas que poderão acessar o estabelecimento. Também é preciso realizar escala de trabalho para funcionários para diminuir o fluxo de pessoas.

Com informações do site G1 Sul de Minas


Veja também

whatsapp varginha digital noticias
logo varginha digital

Acompanhe as melhores notícias diariamente aqui no Varginha Digital.
Informação com credibilidade sobre Varginha e região direto no seu celular.
Varginha em um clique!

Siga-nos nas Redes Sociais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome