Ciptea
Carteira de Identificação de Pessoa no Transtorno do Espectro Autista
Publicidade

A Lei que garante a emissão da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) foi aprovada em 2021.

Em Varginha a Lei nº 6.825/2021, determinas a produção de Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea). Porém, o autor da lei, vereador Dr. Guedes, tem recebido diversas dúvidas dos familiares dessas pessoas que precisam do documento.

O vereador fez então um requerimento, questionando o executivo sobre como está o andamento da emissão dessas carteirinhas já garantidas por lei, como está sendo a liberação do documento e data prevista de liberação.

“Essa iniciativa representa o esforço e posicionamento desta Casa em adotar as melhores práticas e tecnologias para aumentar a eficiência no Município e beneficiar o cidadão, concedendo, neste caso, maior visibilidade social aos autistas e permitindo o acesso facilitado aos espaços e serviços públicos e privados, especialmente nas áreas de saúde, educação e assistência social”, destaca o vereador.

Publicidade

Encerrando seu requerimento, o vereador pede que as informações sejam encaminhadas a Câmara Municipal para que se torne de conhecimento de toda a população que aguarda ansiosamente pela liberação do uso da carteirinha de identificação de pessoas com transtorno do espectro autista.

Lei Federal garante a emissão da Ciptea

A Lei Federal n. 13.977/20, batizada de Lei Romeo Mion, é válida para todo o Brasil e garante à pessoa com transtorno do espectro autista – TEA, tem o direito a carteira de identificação (Ciptea).

De acordo com a nova lei, a Ciptea garante aos portadores atenção integral, pronto atendimento e prioridade no atendimento. Também garante acesso aos serviços públicos e privados, em especial nas áreas de saúde, educação e assistência social.

Na prática, o documento facilita o acesso a direitos básicos e essenciais e permita o planejamento de políticas públicas. A expedição da Carteira será feita pelos órgãos estaduais, distritais e municipais.

A emissão da Ciptea é gratuita e o documento tem validade de cinco anos.

Como solicitar a Cipte

Em Minas Gerais a emissão da Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista é feita pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social – SEDESE.

A solicitação pode ser feita diretamente pelo Site Cidadão MG, fazendo login via Gov.br. É preciso preencher todos os campos obrigatórios e anexar os documentos solicitados e enviar a solicitação para análise.

Mais informações sobre o serviços podem ser acessadas por este link.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

 

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui