SAMU em Varginha recebe 12 ambulâncias

O Governo de Minas entregou 12 ambulâncias para o Samu em Varginha, que vão atender 152 cidades no Sul do estado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) da macrorregião do Sul do estado, em Varginha, recebeu 12 ambulâncias para aperfeiçoar o atendimento da população de mais de 150 municípios abarcados pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macrorregião de Saúde do Sul de Minas (Cissul).

As chaves dos veículos foram entregues, nesta sexta-feira (25/8), pelo vice-governador de Minas Gerais, Professor Mateus. “Esse incremento de quase 20% da força total de capacidade de resposta do serviço vai mudar a velocidade de cada um dos atendimentos e, consequentemente, ampliar a condição de salvar vidas”, anunciou Professor Mateus, lembrando ainda a importância do Samu nas políticas de saúde em Minas. “Essa é uma etapa de longo processo que o Estado tem desenvolvido, de universalização do Samu regional, com todo o estado coberto, sendo duas regiões em implantação, mas já estruturadas entre os municípios com apoio dos resgates aéreos e interação entre os hospitais regionais”.

Publicidade

As ambulâncias reforçarão a estrutura do Samu que mais atende municípios em Minas (152), atuando no suporte aos casos de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica e psiquiátrica. O Samu realiza atendimentos em residências, vias públicas, locais de trabalho e ainda presta orientações aos solicitantes. “Entregar essas ambulâncias faz com que essa política seja ainda mais robusta e garanta uma assistência melhor e mais rápida”, analisou o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti.

Essas ambulâncias serão destinadas a Varginha, Pouso Alegre, Guaxupé, Piumhi, Alfenas, Lavras, Extrema, Paraisópolis, Guapé e Campos Gerais, que irão receber uma cada, e Ouro Fino, que passará a contar com mais duas. Os veículos foram entregues pelo Governo de Minas por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e doados pelo Ministério da Saúde para a renovação de parte da frota na região.“Temos muito orgulho de poder contar com o maior consórcio de Samu do país aqui em Minas, atendendo toda a região Sul do estado, e esses investimentos com dinheiro federal, estadual, o esforço do consórcio e de cada prefeito fará com que a população tenha a certeza de que, desde o momento do incidente até a transferência eficaz dos pacientes, a saúde estará sendo priorizada com o objetivo de salvar vidas”, complementou o vice-governador mineiro.

Publicidade

Com 35 bases descentralizadas na região, o Cissul contará agora com 63 ambulâncias para atender mais de 2,6 milhões de pessoas, além de um Suporte Aéreo Avançado de Vida (Saav), alocado em Varginha, e um Núcleo de Educação Permanente (NEP), que capacita os profissionais do Samu 192 e dos profissionais que compõem a Rede de Urgência. Entre janeiro e julho de 2023, o Samu 192 realizou mais de 38 mil saídas de ambulâncias, além das orientações médicas realizadas pela Central de Regulação de Urgência.

Manutenção e operação

Publicidade

Os custos de manutenção do Samu são compartilhados entre Estado, União e municípios. No caso do Samu do Sul de Minas, o Governo de Minas responde por mais de 50% do custeio anual. Somente em 2023, já foram pagos pelo Estado R$ 15,6 milhões, cerca de R$ 2,6 milhões mensais, em média. 

O Samu é um dos pilares da Rede de Urgência e Emergência. O objetivo é chegar precocemente ao usuário que necessita de atendimento, com intuito de evitar sofrimento, sequelas ou até mesmo a morte.Sendo acionado por chamada telefônica gratuita e de acesso 24 horas por dia, o Samu 192 é regulado por uma Central de Regulação de Urgências (CRU), que avalia a demanda e direciona o atendimento adequado, enviando o veículo e a equipe apropriados ao suporte.

Publicidade