Varginha conquista maior pontuação da história no ICMS Patrimônio Cultural

Publicidade

Varginha ficou em 1º lugar dentre as 184 cidades do Sul e Sudoeste do estado de Minas Gerais no Programa ICMS Patrimônio Cultural do Governo de Minas.

Varginha conquistou nesta quarta-feira (20/07) a maior pontuação da história do município no Programa ICMS Patrimônio Cultural do Governo de Minas. Com 25,96 pontos, Varginha ficou em 1º lugar dentre as 184 cidades do Sul e Sudoeste do estado de Minas Gerais e em 15º dentre os 853 municípios do estado. É o segundo ano consecutivo em que essa liderança é conquistada na região. O resultado definitivo foi divulgado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG)

Em relação ao exercício de 2022, houve um aumento de 21,36%. Se comparado a primeira vez que a cidade participou do programa, em 1999, o acréscimo foi de 765,33%. De janeiro a maio desse ano, a cidade recebeu R$ 162.480,67. Em 2021, o total destinado pelo ICMS Patrimônio Cultural foi de R$ 335.634,66.

pesquisa

A pontuação se deve às ações realizadas pela Fundação Cultural no ano de 2021. Dentre as que colaboraram para a pontuação no ICMS Patrimônio Cultural estão os investimentos em bens protegidos como a revitalização do Theatro Capitólio, manutenção e conservação da Estação Ferroviária e do Casarão Mariana Figueiredo Frota (sede do Museu Municipal e Biblioteca Pública), publicações como os livros de Atas da Câmara Municipal, das cartilhas e eventos de educação patrimonial, dos cartões-postais e execução do projeto de combate e prevenção à incêndio da Estação Ferroviária e do Casarão Mariana Figueiredo Frota.

Dentre os critérios estabelecidos pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado de Minas Gerais, Varginha tirou nota máxima nos quesitos de Política Local (4 pontos), Inventário do patrimônio (2 pontos), Educação Patrimonial e Difusão (2 pontos), Registro Imaterial  – Folia de Reis (2 pontos). A cidade pontou acima da média na área de Investimentos – 2,96 (de 3 pontos), Proteção e salvaguarda (tombamentos) – 13 pontos.

Publicidade

O diretor-superintendente da Fundação Cultural, Marquinho Benfica, comemorou a conquista histórica do município e destacou a importância desses recursos para os investimentos no setor cultural. “É um ciclo virtuoso. Quanto mais investimos no Patrimônio Cultural, mais recursos receberemos do Governo de Minas. A reforma do Theatro Capitólio está sendo feita totalmente com os recursos recebidos nos últimos anos”.

O superintendente parabenizou ainda a equipe do setor de Patrimônio que foi inovadora para superar os desafios impostos pela pandemia da covid-19. “Temos uma equipe muito competente formada pela Danielle Guimarães, pelo Cláudio Martins e pela Eliana Costa, que esteve à frente desse marco para Varginha”.

O prefeito Vérdi Lúcio Melo também parabenizou a equipe da Fundação Cultural e ressaltou o cuidado com a área cultural feito pela administração. “Essa excelente colocação coloca Varginha na vanguarda do cuidado com o patrimônio cultural e é fruto de um trabalho sério que vem sendo desenvolvido pela equipe da Coordenadoria do Patrimônio Cultural. Parabéns a todos! Quem ganha são todos os nossos cidadãos!”, ressaltou Vérdi Melo.

Confira a pontuação de 1999 a 2023:

  • 2023: 25,96
  • 2022: 21,39
  • 2021: 16,74
  • 2020: 8,58
  • 2019: 10,10
  • 2018: 17,55
  • 2017: 19,00
  • 2016: 8,93
  • 2015: 8,78
  • 2014: 14,00
  • 2013: 9,00
  • 2012: 11,90
  • 2011: 12,45
  • 2010: 8,4
  • 2009: 6,30
  • 2008: 9
  • 2007: 5,10
  • 2006: 9
  • 2005: 7,75
  • 2004: 7,95
  • 2003: 9
  • 2002: 8,52
  • 2001: 9
  • 2000: 2
  • 1999: 3

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui