Varginha vai ganhar fábrica de capacetes, cerca de 350 empregos serão gerados

Publicidade

O início das obras para instalação da fábrica de capacetes Axxis está previsto para começar no 2º semestre em Varginha (MG).

Varginha vai ganhar uma nova fábrica de capacetes em breve. A Fabritech, que tem uma unidade desses acessórios em Limeira (SP), já assinou o protocolo de intenções com o Governo de Minas para a instalação de uma nova linha de produção na cidade de Varginha, no Sul do Estado. Será a primeira fábrica de capacetes em Minas Gerais, com investimento previsto de R$ 35 milhões.

Nosso acordo é instalar em até dois anos. E este prazo passa a valer a partir de junho, quando já vamos operar como centro de distribuição em Varginha, começando a gerar receita e imposto para o Estado. Nossa intenção é gerar 350 empregos, quando a fábrica estiver funcionando completamente”, explica Marco Mascari, CEO da Fabritech.

Publicidade

As obras para a instalação da unidade no Sul de Minas devem começar no segundo semestre. “O projeto de Varginha terá uma capacidade de produção de 80 mil unidades para atender a demanda nacional e já estamos em tratativas para exportar para a Europa. Cerca de 70% da nossa mão de obra é feminina, já que o processo de montagem demanda mais delicadeza e atenção aos detalhes”, conta Mascari. 

A atuação da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/MG) também foi fundamental para a decisão da Fabritech de trazer suas operações para Minas Gerais. O capacete e outros itens de segurança passaram a ser isentos do principal tributo estadual, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A participação da Comissão de Política Tributária da SEF (CPT/SEF) foi essencial, tendo em vista a aprovação do tratamento tributário setorial destinado às importações de mercadorias para revenda, conhecido como TTS Corredor de Importação, e do TTS E-commerce. Além disso, aprovamos o tratamento tributário beneficiado para as operações interestaduais com os capacetes produzidos no Estado, uma vez que a operação interna de industrialização desses equipamentos é alcançada pela isenção do ICMS“, explica o subsecretário da Receita Estadual, Osvaldo Scavazza.

Com a isenção do imposto, a Fabritech vai conseguir produzir capacetes mais baratos em Minas Gerais. O objetivo do Estado com a medida é facilitar o acesso dos motociclistas a produtos melhores e mais seguros, evitando traumas mais graves em caso de acidentes, o que reduz o gasto do governo estadual com internações nos hospitais públicos.

Publicidade

Com informações de: O Tempo

Publicidade