Vereador questiona vinda de tigre para o Zoológico de Varginha

O legislador disse que várias pessoas o procuraram preocupadas com o custo para manter o tigre.

Um asssunto muito comentado nesta semana foi o questionamento do verador Cláudio Abreu sobre a vinda de um tigre siberiano para o Zoológico de Varginha.

Ele questiona sobre o alto custo de manutenção do animal para cidade. Durante a reunião da Câmara na última semana ele pediu explicações da prefeitura.

O vereador solicitou as seguintes informações:

De quem foi a ideia de trazer o tigre para Varginha?
Era necessário trazer o tigre para Varginha?
Quanto a cidade de Americana pagou para o município de Varginha assumir o tigre?
Quais os nomes dos contatos da cidade de Americana que ofereceram o tigre para Varginha?
Quanto custou a viagem para buscar e trazer o tigre para Varginha?
Qual é o faturamento anual do zoológico?
Qual é a despesa total anual para se manter o zoológico?
Quais os benefícios financeiros que o zoológico trás para Varginha?
Existem documentos que oficializaram a transação do tigre para Varginha? Se sim, onde estão esses documentos?

Justificativa

Em sua fala, o vereador Claudio Abreu afirmou que foi procurado por cidadãos varginhenses indignados com a vinda do tigre para a cidade.

De acordo com o legislador, as pessoas alegaram que a ideia de zoológico é um sofrimento e a cidade nada tem a comemorar com a vinda do pobre animal.

Abreu citou ainda que o zoológico está desestruturado, e que prova disso é a morte de um filhote de lobo-guará causada por pneumonia, devido ao animal ter ficado na chuva sem nenhuma cobertura para protegê-lo.

“Os cidadãos apontaram que Varginha ao tomar atitudes como esta anda para trás. É eles têm razão”, completa Abreu.

Outra questão levantada é que o zoológico fica no meio da cidade, não sendo lugar propício para animais, uma vez que são obrigados a conviver com o barulho de veículos que por lá trafegam, barulho este que não se encontra no seu habitat natural.

“Bom dizer que além de condições climáticas inadequadas, as configurações impróprias em que os animais selvagens em cativeiro são mantidos e o estresse por eles sofridos resultam em mortes precoces”, lembra o vereador.

“Vale lembrar que o Poder Executivo sempre alega a falta de verbas para realização de serviços básicos à população. Sendo assim, era necessário trazer esse animal para Varginha?”, questiona Abreu.

A informação, não confirmada oficialmente, é que a despesa somente com o felino seria de R$ 290 mil por ano.

Sobre o tigre

O Zoológico de Varginha recebeu o tigre Kaul, de 10 anos, na última semana. Ele veio do Zoológico de Americana, interior de São Paulo. Quem foi buscar o animal foi secretário de Turismo, Barry Charles Sobrinho, acompanhado do veterinário do Zoo, Marcos Mina e do encarregado do Complexo Turístico, Newton Geraldo. 

O tigre vivia no Zoo de Americana, porém convivia com mais duas  fêmeas e como a direção do local não têm interesse de reprodução,  disponibilizou para Varginha.

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome