Banco que negativou nome de cliente indevidamente terá que pagar indenização

Banco
Foto ilustrativa.

O banco deverá indenizar a cliente por danos morais.

Uma consumidora de Itamonte, no Sul de Minas, que teve o nome inscrito em um cadastro de proteção ao crédito por um cartão que nunca teve, será indenizada pelo Banco Bradesco em R$ 10 mil em reparação por danos morais.

A mulher descobriu que o nome estava negativado ao tentar contratar um plano telefonia celular. Constava no cadastro que ela estava inadimplente quanto a um cartão de crédito do Bradesco.

A consumidora alega que nunca teve cartão de crédito do banco, pois mora em uma zona rural do interior do estado, e nunca foi a Fortaleza, cidade em que a solicitação do cartão foi realizada. Na ação, requereu o cancelamento do débito e indenização por danos morais.

O Bradesco recorreu. A relatora, desembargadora Shirley Fenzi Bertão, negou provimento ao recurso do banco.

Com informações Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Curta o Varginha Digital no Facebook e fique por dentro das melhores notícias de Varginha e Região. Varginha em um clique!

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome