Chuva de granizo deixa desalojados e desabrigados em várias cidades do Sul de Minas

Campos Gerais vai a cidade com maiores estragos causados pela chuva de granizo.

A chuva de granizo na última semana deixou um rastro de estragos, desalojados e desabrigados em várias cidades do Sul de Minas. Entre as mais atingidas estão Alfenas, Itaú de Minas, Alterosa, Passos, Cabo Verde, Campos Gerais, Cássia, Carrancas, Coqueiral, Poço Fundo, Aiuruoca, Juruaia, São Pedro da União, Campestre, Bom Jesus da Penha, Muzambinho, Monte Belo, Santa Rita do Sapucaí e Soledade de Minas.

Publicidade

Em algumas cidades os estragos foram maiores, confira:

Cabo Verde

Em Cabo Verde a chuva não durou nem meia hora, mas deixou estragos. Pelo menos 20 famílias ficaram desalojadas e tiveram que ir para casa de parentes. As ruas ficaram tomadas de gelo e foi preciso até uma escavadeira para tirar todo o gelo.

Segundo o prefeito, Cláudio Antônio Palma, todos os bairros tiveram estragos, e as escolas ficaram disponíveis pare receber os moradores que ficaram sem ter como dormir em casa.

Campos Gerais

Em Campos Gerais a chuva atingiu pelo menos 600, deixando 35 pessoas desabrigadas e outras 173 desalojadas. Quem não tem para onde ir está abrigado em uma escola na cidade.

“A chuva durou cerca de 25 minutos e é muito impressionante o tamanho das pedras que caíram, e causou muito dano na cidade, generalizado mesmo, prédios públicos, empresas, geral, foi uma coisa nunca vista no município”, disse José Raimundo de Oliveira, coordenador da Defesa Civil na cidade.

Publicidade

Itaú de Minas

As ruas da cidade ficaram cobertas de gelo durante a chuva desta terça-feira, 8. Apesar disso, não houve danos graves no município.

Muzambinho

A cidade também foi atingida pela forte chuva de granizo. Moradores registraram ruas cobertas de gelo e locais danificados. Os estragos nas cidades ainda são contabilizados.

Poço Fundo

A prefeitura cancelou as aulas na Escola Municipal Carlito Ferreira e na creche municipal. Os telhados dessas unidades ficaram danificados. Um almoxarifado da prefeitura e prédios públicos tiveram problemas.  O prefeito irá encaminhar ao estado o pedido de decreto de situação de emergência e também vai elaborar um decreto municipal.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Publicidade