Estudo aponta redução de crimes violentos durante isolamento social no Sul de Minas

Publicidade

Varginha registrou a redução de 37,28% nos crimes violentos.

Um estudo divulgado pela UNIFAL mostrou a redução de 25,65% na taxa de crimes violentos em 20 cidades do Sul de Minas durante o isolamento social imposto pela pandemia da Covid-19.

As análises, feitas pelo geógrafo Janael da Silva Alves, pesquisador egresso do mestrado em Gestão Pública e Sociedade da UNIFAL usou como base três séries de dados de registros de crimes violentos, obtidos por meio de acesso a sites governamentais abertos e de domínio público.

A primeira série inclui o período anterior ao início da pandemia (entre janeiro e dezembro de 2018); a segunda, leva em conta o período da pandemia até o início do relaxamento das medidas restritivas (de janeiro de 2019 a fevereiro de 2020), e a terceira série, o período de estado de emergência em Minas Gerais e a chamada “Onda Roxa” (entre março de 2020 e 31 de julho de 2021).

Os 20 municípios analisados foram divididos e agrupados em pequenas e médias cidades da região, conforme classificação do IBGE (2010).

Publicidade

Números da violência no Sul de Minas

Entre as 10 pequenas, foram selecionadas aquelas com até 50 mil habitantes, cuja atividade econômica principal não tivesse como base a produção industrial, turismo e nem prestação de serviços, nas quais não ocorram deslocamentos em massa de pessoas nem grandes aglomerações. Confira os números de redução da violência:

São Bento Abade, Coqueiral e Cristina: 39,9%
Careaçu: 33,3%
Campanha com 26,3%

No entanto, os índices em alguns municípios registram aumento nos crimes violentos. Confiram quais foram:

Monsenhor Paulo: 60%
Santana da Vargem: 20%

O grupo das 10 cidades médias é formado por municípios do Sul de Minas que possuem população entre 50 mil e 200 mil habitantes. Nestes, uma das principais atividades econômicas centra-se no setor industrial, turismo ou prestação de serviços, o que denota um grande deslocamento e aglomerações de pessoas diariamente.

Confira os números de redução abaixo:

Alfenas, Campo Belo, Guaxupé, Itajubá e Poços de Caldas: redução de 40,1%
Varginha, Três Corações, Pouso Alegre, Lavras e Passos: redução de 37,28%.

“Os resultados demonstram uma tendência e ela aponta para a correlação entre redução de interação entre as pessoas e redução dos índices de criminalidade, tanto menor eram os níveis de interação quanto menor a redução nos índices”, revela o autor do estudo.

O pesquisador ressalta que isso fica ainda mais evidente nas cidades maiores da região, devido aos espaços de confluência de pessoas como centros universitários, shoppings centers, centros médicos e grandes indústrias.

Para Alves, a pesquisa deixa claro, entretanto, a necessidade de otimizar as políticas públicas. “O estudo indica uma oportunidade de se refletir sobre como, onde e quando melhor alocar recursos com a finalidade de prevenir a criminalidade, uma vez que a liberdade, a interação e a oportunidade de lazer e cultura são tão inerentes à natureza humana quanto qualquer outra necessidade”, reforça.

Conforme o autor do estudo, “se por um lado o isolamento social é útil para ser aplicado em uma pandemia, não se pretende supor, nem desejar ou defender que se reduza o convívio social para se ter controle da violência”, completa o pesquisador.

Veja mais notícias no Varginha Digital

Receba as notícias no seu e-mail

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui