Falta de água pode atingir até 40% dos pequenos negócios mineiros

Cerca de 15 minutos de uma torneira aberta gasta em média 280 litros de água. Um buraco de 2 mm no encanamento pode desperdiçar 96 mil litros de água em um mês. São pequenos hábitos com grandes consequências.

Os dados acima são de um levantamento feito pelo Sebrae em 2017. Cerca de 17% das Micro e Pequenas Empresas (MPE) mineiras sofreram com o racionamento, dessas, 54% adotaram alguma ação para reduzir o consumo de água.

Mesmo com as chuvas volumosas que estão ocorrendo desde o início do ano, 40% dos empresários mineiros temem enfrentar o racionamento de água em 2018.

Lembrando do Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março, o Sebrae Minas alerta os empresários como pequenas atitudes podem transformar em uma grande economia para o bolso. Confira algumas delas:

  • Não lave a calçada ou a entrada da sua empresa com mangueira.
  • Conserte vazamentos e canos furados.
  • Faça a captação e use a água da chuva para limpeza de áreas externas.
  • Não deixe a água correndo enquanto está ensaboando as louças.
  • Use uma vassoura para limpar as folhas e outras sujeiras, para gerar uma boa economia nas suas despesas.
  • Oriente seus funcionários a não deixarem a torneira pingando, ao fechá-la.
  • Saber ler o hidrômetro é muito simples e pode ajudar a detectar problemas, percebidos pelo consumo fora do normal.
  • Antes de abrir a torneira, retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas, a seco.
  • Dê preferência a equipamento que reduza o consumo de água.
  • Economize água na manutenção do jardim.
  • Lave o carro de sua empresa a seco.
  • Diminua custos de limpeza, adotando produtos biodegradáveis.
  • Utilize uma válvula (aerador) nas torneiras para diminuir a vazão da água.
  • Troque as antigas descargas com válvulas por descargas acopladas com caixa, que consomem menos água.
  • Use de maneira eficiente o ar condicionado.
  • Sinalize áreas comuns de sua empresa sobre o uso e consumo de água.

    Confira mais Notícias da Região.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome