Homem que matou esposa queimada é condenado a 20 anos de prisão

Assassinato
Foto: ilustração

A mulher queimada foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

O homem que matou a mulher queimada, há exatos 2 anos, foi condenado a 20 anos de prisão em regime fechado. O crime aconteceu em 2 de dezembro de 2017, por volta das 21h30, no bairro Porto Rico em Carmo do Rio Claro.

Nos depoimentos das testemunhas, os vizinhos disseram ter visto o réu na rua pegando fogo. Ele argumentou que teria posto fogo em alguma coisa na casa e foi ajudado pelos vizinhos que deram a ele uma peça de roupa.

Na sequência o homem correu para o mato. Em seguida os vizinhos entraram na casa encontraram a vítima toda queimada em cima de areia, exalando fumaça do corpo. Ela disse que o ex-marido tinha feito aquilo com ela. A vítima foi socorrida mas não resistiu aos ferimentos e faleceu em seguida.

De acordo com o Ministério Público o homem pôs fogo na esposa porque estava inconformado com a separação.

O júri considerou o réu culpado por homicídio qualificado pelo motivo fútil, emprego de fogo, recurso que dificultou a defesa da vítima e por ser crime contra mulher em contexto de violência doméstica e familiar ou feminicídio.

Fonte: Ministério Público de Minas Gerais

Voltar para a Página Inicial | Curta o Varginha Digital no Facebook

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome