Mineira presa na Tailândia pode ser condenada a pena de morte

Publicidade

A mineira foi presa com outros dois brasileiros no aeroporto de Bangkok, na Tailândia. No país asiático o crime de tráfico de drogas pode gerar pena de morte.

Desde segunda-feira, 14, Mary Hellen Coelho Silva, de 22 anos da cidade, de Pouso Alegre, está presa com outros dois brasileiros na Tailândia, por suspeita de tráfico internacional de drogas. Os três foram presos no aeroporto de Bangkok. No país asiático o crime de tráfico de drogas pode gerar pena de morte.

A jovem mineira tinha saído de Curitiba, com outro brasileiro de 27 anos que também foi preso. Outro rapaz de 24 anos que chegou em outro voo também foi preso.

De acordo com autoridades da Tailândia, os três estavam com 15,5 quilos de cocaína. Uma parte da droga estava com Mary Hellen e o amigo de 27 anos e o restante com o homem de 24 anos. 

A prisão aconteceu depois que funcionários do aeroporto desconfiaram dos passageiros e encontraram a droga em um compartimento oculto da mala deles. 

Publicidade

Jovem pediu demissão para viajar

De acordo com informações publicadas pelo site MSN, a irmã de Mary Hellen, Mariana Coelho, de 27 anos, contou que a jovem pediu demissão de um emprego em um restaurante e avisou que iria para a Tailândia. Mas não contou o motivo da viagem.

Tudo aconteceu tão rápido que já na madrugada de domingo, segunda-feira na Tailândia, Mariana recebeu áudios e a foto da irmã já presa na Tailândia.

A irmã conta ainda que sabe se Mary Hellen tinha participado de qualquer ação envolvendo  tráfico de drogas antes, e nunca tinha sido presa no Brasil. Ela acredita que a jovem possa ter sido enganada, viajado sem saber o que levava na mala.  

A possibilidade da jovem ser executada está deixando a família de Mary Hellen desesperada. A irmã da jovem detida, Mariana Coelho, disse que tem apelado às autoridades.  A família está lutando para fazer com que a jovem seja deportada e julgada no Brasil.  

De acordo com informações da defesa de Mary Hellen, que mantém contato com o Ministério das Relações Exteriores, estão sendo reunidos documentos para solicitar informações oficiais do Itamaraty, que informou que acompanha o caso e que não pode fazer muito, além de garantir que a brasileira tenha seus direitos respeitados.


Veja mais notícias no Varginha Digital

Siga-nos no Google News

Participe dos Grupos do WhatsApp e receba as novidades!

Varginha Digital
Notícias de Varginha e do sul de Minas direto no seu celular.

Se você encontrou alguma imagem ou texto em que os direitos autorais não foram creditados, por favor, entre em contato conosco para efetuarmos a correção.

Siga o Varginha Digital no

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui