Polícia Civil investiga morte de bebê de três meses em Poços de Caldas

Polícia Civil
A Polícia Civil investiga o caso.

O pai do bebê foi preso. A mãe e uma vizinha foram levadas para a delegacia.

A morte de um bebê de três meses em Poços de Caldas, nesta terça-feira, 25, está sendo investigada pela Polícia Civil. Os pais da criança são suspeitos de terem deixado o filho em casa sozinho para se divertirem no Carnaval.

O pai do bebê, de 25 anos, foi preso. A mãe, de 17 anos, e uma vizinha, de 15, foram levadas para a delegacia.

Os três são apontados como suspeitos pela polícia e apresentaram versões controversas em depoimentos na delegacia.

O pai disse que saiu de casa para trabalhar na manhã de terça-feira após ligar para a companheira, que tinha saído na noite anterior para pular carnaval. A mãe teria dito que estava a caminho de casa. Ele afirmou que teria pedido à vizinha que cuidasse da criança até a chegada da mãe.

A mãe contou que saiu de casa para o carnaval em comum acordo com o pai da criança e que voltou por volta das 4h. Ela disse que teria encontrado o bebê sozinho, enrolado no cobertor, que teria dado banho e amamentado o filho.

Ainda no depoimento, a jovem afirmou que ligou para o homem por volta das 6h30 e que brigou com ele por ter deixado o menino sozinho em casa.

Nesse momento pediu para a vizinha cuidar do bebê para ir até a casa de uma amiga. A mãe afirma que o menino estava bem.

A vizinha, no entanto, contou que foi acordada pela mãe do bebê por volta das 6h30, muito nervosa, pedindo para tomar conta do menino.

Quando a vizinha entrou na casa do casal, encontrou o bebê enrolado em cobertas e deitado de bruços na cama. Após alguns minutos ela percebeu que ele não respondia aos estímulos e, com a ajuda de uma prima, chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A equipe médica tentou reanimar o bebê, que foi encaminhado à Santa Casa de Poços de Caldas. No local, após tentativas de salvar o menino, foi constatada a morte. A PM foi acionada pelo hospital.

O conselho tutelar de Poços de Caldas afirmou que não recebeu nenhum denúncia relacionada ao bebê anteriormente à morte. 

Em nota, a Polícia Civil informou que o pai teve a prisão ratificada e foi encaminhado ao presídio de Poços de Caldas. Os investigadores aguardam o resultado da perícia para apuração do envolvimento dos responsáveis.

Com informações G1 Sul de Minas.

Curta o Varginha Digital no Facebook e fique por dentro das melhores notícias de Varginha e Região. Varginha em um clique!

Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome