Varginha e outras cidades do Sul de Minas recebem investimentos da Cemig

Em Varginha a Cemig está investindo R$ 6,3 milhões na ampliação da subestação do bairro Resende.  

A Cemig investe quase R$ 50 milhões em novas subestações no Sul de Minas. Em Varginha a estatal está investindo R$ 6,3 milhões na ampliação da capacidade da Subestação Varginha 2, localizada no bairro Resende. Outros  R$ 49,4 milhões foram investidos na construção de três subestações em Itanhadu, Coqueiral e Elói Mendes.

Além de aumentar a disponibilidade de cargas, as subestações tornam mais estável o fornecimento de energia elétrica. De acordo com o superintendente de Gestão de Ativos da Distribuição da Cemig, Danilo Gusmão, cada nova subestação reduz até dez vezes o risco de queda de energia.

“Essas obras tornam o sistema elétrico muito mais estável e seguro. Isso é percebido por toda a população, que recebe a energia com qualidade e de forma contínua, sem interrupções”, esclarece.

De acordo com avaliações realizadas pela Cemig, cada nova subestação, em conjunto com as linhas de distribuição associadas, diminui em torno de dez vezes o risco de interrupção (queda) de energia quando comparado ao sistema elétrico anterior, sem a presença dos novos aparelhos.

Atualmente, Minas Gerais possui 395 subestações. Dessas, 52 estão distribuídas em Belo Horizonte e região metropolitana. Para os próximos cinco anos, a expectativa é que mais 50 instalações sejam inauguradas.

Confira mais Notícias da Região.

Acompanhe também pelo Facebook e Instagram do Varginha Digital.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome