Zema diz que vacinação contra a Covid-19 pode começar hoje, 18

Vacina contra o coronavírus
Vacina contra a Covid-19. Foto: REUTERS-Dado Ruvic - Direitos Reservados
Publicidade

O primeiro lote da vacina contra a Covid-19 foi entregue ao governador na manhã desta segunda-feira, 18.

De acordo com o governador Romeu Zema, ainda nesta segunda-feira, 18, à partir das 17h, é possível iniciar a vacinação contra a Covid-19.

A informação foi publicada nas redes sociais do governador, que esteve em São Paulo para buscar o primeiro lote da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan. Minas Gerais vai receber, inicialmente, cerca de 561 mil doses.

Publicidade

Segundo o governador, essas doses serão suficientes para imunizar o público-alvo da fase 1 da campanha de vacinação em Minas Gerais, que é de 275.088 (leia mais sobre isso abaixo).

Ainda não há previsão para envio dos próximos lotes, uma vez que, de acordo com o Ministro, da Saúde, o Instituto Butantan receberá um ofício pedindo celeridade no envio do pedido de autorização à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a produção de mais 2 milhões de doses da CoronaVac. A documentação deve ser analisada até 31 de março.

Também não há previsão de recebimento no Brasil da vacina AstraZeneca. Uma tentativa de trazer 2 milhões de doses da vacina, fabricadas na Índia, fracassou na sexta-feira, 15.

Com um avião fretado pronto para trazer o imunizante, o governo brasileiro esbarrou em uma negativa do governo indiano e ainda aguardava, até o sábado, uma definição sobre a compra.

O ministro Eduardo Pazuello afirmou que estão em curso negociações diplomáticas e que espera que as vacinas cheguem ainda nesta semana.

Público-alvo

De acordo com o governador o público-alvo neste primeiro momento são indígenas que vivem em aldeias, idosos e pessoas com deficiência que vivem em instituições como asilos, e 34% dos profissionais da saúde.

O planejamento do governo federal detalha que 16.560 doses estão reservadas para a população indígena.

Veja a seguir quais são os grupos prioritários para receber a vacina em Minas:

1ª fase

  • Trabalhadores da área da saúde
  • Pessoas com 75 anos ou mais
  • Pessoas com 60 anos ou mais que estão em asilos
  • População indígena aldeada em terras demarcadas
  • Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas

2ª fase

  • Pessoas com idades entre 60 anos a 74 anos

3ª fase

  • Pessoas com comorbidades

Próximas fases – ainda sem definição de ordem

  • Professores do nível básico ao superior
  • Quilombolas
  • Trabalhadores do transporte coletivo
  • Profissionais de forças de segurança e salvamento
  • Funcionários do sistema prisional
  • População privada de liberdade
  • Pessoas em situação de rua

Distribuição das vacinas

Ao lado de governadores, o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello participou, nesta manhã, do ato simbólico de entrega de 4,6 milhões de doses da CoronaVac no Centro de Logística do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

As vacinas contra a Covid-19 serão transportadas por via aérea para o Distrito Federal e as capitais de dez estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina. Também há previsão de distribuição de vacinas por via terrestre. 

Ele reforçou que os primeiros a receber as doses da vacina serão  integrantes do grupo prioritário: profissionais da saúde, idosos e indígenas. Pazuello destacou, ainda, que os cuidados com uso de máscara e álcool em gel não podem ser deixados de lado. “A vacina não determina o fim das medidas protetivas”, disse.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome