Servidores da educação anunciam greve por tempo indeterminado

Servidores
Foto: Isis Medeiros/Sind-UTE/MG

Os servidores da educação apresentaram várias reivindicações.

Trabalhadores da área de educação de Minas Gerais anunciaram na última quarta-feira, 5, que vão fazer greve por tempo indeterminado a partir de terça-feira, 11 de fevereiro.

De acordo com nota, publicada no site do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), a categoria reivindica propostas de pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional, direito respaldado pela Lei Estadual 21.710/2015 e pela Lei Federal 11.738/2008, bem como o cumprimento estrito do repasse de 25% da receita corrente líquida do Estado para a Educação, o que não foi executado no ano passado pelo governo Zema.

Os trabalhadores também pedem a quitação do 13º salario de 2019, a interrupção de políticas que dificultam o acesso à Educação, como sistema de pré-matrículas online, Plano de Atendimento, fusão de turmas, demora na publicação das remoções e resolução de designação.

O Sind-UTE ressaltou também que a apresentação de propostas de reajustes salariais a apenas um setor do funcionalismo só demonstra o desprezo que o governo Zema tem pela Educação, sendo urgente uma resposta concreta contra tal postura.

O Varginha Digital vai acompanhar as reivindicações dos servidores estaduais e atualizará aqui as informações.

Curta o Varginha Digital no Facebook e no Instagram
Voltar para a Página Inicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Insira seu comentário
Por favor digite seu nome